Deuteronomista

Deuteronomista, à hipótese documental, pode se referir ao documento fonte subjacente aos capítulos principais (12-26) do Deuteronômio, ou à "escola" mais ampla que também produziu todo o Deuteronômio, como as histórias de Josué, Juízes, Samuel e Reis e Jeremias.[1] Os adjetivos "deuteronômico" e "deuteronomista" são às vezes usados de forma intercambiável; se se distinguem, então o primeiro refere-se ao núcleo do Deuteronômio e o segundo a todo Deuteronômio e à história.[2][3]

Referências

  1. Albertz 2000, p. 2–4.
  2. Spieckermann 2001, p. 338.
  3. Van Seters 2015, p. 79-82.

BibliografiaEditar

  • Albertz, Rainer (2000). «The riddle of the Deuteronomists». In: Römer, Thomas. The Future of the Deuteronomistic History. Lovaina: Imprensa da Universidade de Lovaina. ISBN 9789042908581 
  • Spieckermann, Hermann (2001). «The Former Prophets: The Deuteronomistic History». In: Perdue, Leo G. The Blackwell companion to the Hebrew Bible. Hoboken, Nova Jérsei: Wiley-Blackwell 
  • Van Seters, John (2015). The Pentateuch: A Social-Science Commentary. Londres, Nova Déli, Nova Iorque e Sidnei: Bloomsbury 
  Este artigo sobre Teologia ou sobre um teólogo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.