Abrir menu principal

Índice

Sem títuloEditar

Talvez seria interessante melhorar essa página e não citar a Constituição Brasileira. Usuário:PauloColacino, 18:34 27 ABR 2004.

Concordo. Não é isto que se pretende numa enciclopédia... É pena que haja tão pouca gente a editar na wikipedia. O tempo não dá para nada...Manuel Anastácio 22:02, 27 Abr 2004 (UTC)

E os deveresEditar

nunca se pode falar em cidadania sem citar os deveres para mim o artigo devia ser mais completo não só com as cidadania nas leis, democracia, ditadura e sim também o dia a dia do povo ecolocar também os deveres porque ninguém tem cidadania sem cumprir com os deveres.

E os deveres?Editar

Concordo com eles.Mas principalmente me dei falta pelos deveres que o cidadao deve exercer.Que tal falar dos direitos e deveres? Uma forma resumida de tudo cumprir os deveres e ganhar seus direitos nenhum vive sem o outro.

E em que perspectiva é que devemos falar da necessidade dos deveres? Afim, por exemplo, de viver numa sociedade que se rege pelo respeito democratico? Isso levanta um problema na política de parcialidade. Maziotis (discussão) 21h20min de 11 de agosto de 2009 (UTC)

visão redutora da cidadaniaEditar

Penso que a cidadania ultrapassa a noção redutora descrita. Seria importante abordar os direitos, deveres, os espaços disponíveis na sociedade para a discussão livre de ideias. Talvez fizesse sentido uma breve resenha histórica acerca da luta que povos antigos tiveram pela obtenção dos direitos e deveres. Refiro-me ao povo grego, passando pelo império romano, idade média, moderna e mais actualmente chegando à globalização. Seria importante a referência a conceitos como os de cidadão, civismo, cidadania nacional, europeia, entre outros.

Cidadania ao nascer?Editar

Adquire-se cidadania com os direitos políticos. Todavia, ao nascer, quando devidamente registrado, a pessoa adquire alguns direitos como integrante de uma nação. Quais seriam esses direitos e qual o nome dado a eles?

Artigo independenteEditar

  Concordo com a edição do Gerbilo, datada de 18 de julho de 2008. Gabbhhhein? 21h11min de 23 de Julho de 2008 (UTC)

Obrigado pelo apoio. Realmente há muito o que fazer nesse artigo, mas acredito que o encaminhamento dessa forma dará a chance de tornar o artigo mais completo. Gerbilo :< 22h04min de 23 de Julho de 2008 (UTC)

Acho melhor separa cidadão de cidadaniaEditar

se voce pesquisar por cidadão, vai dar cidadania, acho mais coerente criar um artigo "cidadão" e separar, ja que os 2 são coisas diferentes o comentário precedente deveria ter sido assinado por Cochinhaboy (discussão • contrib) Ramissés DC 00h23min de 31 de maio de 2011 (UTC)

Viés ideológico e POV não deveriam ter lugar em artigo tão importanteEditar

Me refiro ao parágrafo:

"Embora existam leis que visam reparar injustiças, existe também uma longa história de lutas cotidianas para conquistar estes direitos: o direito à liberdade de expressão,24 o direito de organizar e participar de associações comunitárias, sindicatos trabalhistas e partidos políticos,25 o direito a um salário justo, a uma renda mínima e a condições para sobreviver,26 o direito a um pedaço de terra para plantar e colher,27 o direito de votar e ser votado --28 talvez o mais elementar da democracia moderna, negado a sociedade, na já longa história da cidadania brasileira.29 É esta luta cotidiana por direitos elementares que define a cidadania brasileira e não os apelos ao pertencimento, ao nacionalismo, a democracia e ao patriotismo do cidadão-comum."

Específicamente na seção que destaquei em negrito e ás referências (27); Não há paralelo em nenhuma Democracia, em época alguma da História, em que se reconhece como Direito do Cidadão "o direito a um pedaço de terra para plantar e para colher" a não ser como parte do Direito de Propriedade Privada, em que é reconhecido o direito de todo cidadão de adquirir propriedades para seu uso particular; novamente, desconheço exemplos de que cidadãos tenham direito a receber do Estado terras para agricultura, seja de subsitência ou não.

Tampouco as referências fornecidas são de autores reconhecidos por sua isenção. Proponho respeitosamente a remoção do trecho que destaquei em negrito, assim como das referências bibliográficas.

Regressar à página "Cidadania".