Don Benito

Don Benito é um município da Espanha na comarca das Vegas Altas, província de Badajoz, comunidade autónoma da Estremadura. Tem 562 km² de área e em 2019 tinha 37 151 habitantes (densidade: 66,1 hab./km²).[1]

Espanha Don Benito 
  Município  
Igreja paroquial de São João
Igreja paroquial de São João
Símbolos
Bandeira de Don Benito
Bandeira
Brasão de armas de Don Benito
Brasão de armas
Gentílico dombenitense
Localização
Don Benito está localizado em: Espanha
Don Benito
Localização de Don Benito na Espanha
Don Benito está localizado em: Estremadura (Espanha)
Don Benito
Localização de Don Benito na Estremadura
Coordenadas 38° 57' 30" N 5° 51' 45" O
País Espanha
Comunidade autónoma Estremadura
Província Badajoz
Comarca Vegas Altas
História
Fundação século XV
Características geográficas
Área total 562 km²
População total (2019) [1] 37 151 hab.
Densidade 66,1 hab./km²
Altitude 280 m
Código postal 06400
Código do INE 06044
Website www.donbenito.es

SituaçãoEditar

Encravada na comarca das Vegas Altas do Guadiana, forma junto a vizinha Villanueva de la Serena uma aglomeração urbana de relevância em toda Estremadura, resultando em um centro agrícola, industrial e de serviços com grande influencia tanto em nível de comarca como regional, sendo o centro financeiro de um conjunto de cidades e vilarejos que alcança cerca de 100 000 habitantes.[quando?]

O município de Don Benito está situado entre os 5º49´7´´ e 6º12´10´´ O, e entre os 38º43´27´´ e 39º5´49´´ N.

DemografiaEditar

Nos últimos anos[quando?] a população vem crescendo principalmente pela imigração estrangeira.

Variação demográfica do município desde 1991
1991 1996 2001 2004 2007 2010
28879 28879 31022 31538 35550 36227

HistóriaEditar

Dados concretos sobre a fundação da cidade não se tem até a segunda metade do século XV, porém se pode dizer que esta foi lugar de assentamento de povoados romanos, visigodos e árabes. Durante os séculos XV e XVI, o vilarejo de Don Benito experimentou um aumento de população, feito que provocou que as construções urbanas se expandissem de forma rápida distanciando-se de seu primitivo local, o Morro de San Sebastián. Neste período as atividades econômicas são de tipo agrário, como a pecuária com a criação da Mesta e a nova estrutura da propriedade imposta pelos conquistadores da América, o latifúndio.

No dia 7 de março de 1550, Carlos I concede a Don Benito suas primeiras "Ordenanzas Municipales". Com a época moderna a população experimentou um grande crescimento demográfico, contando em 1591 com 4139 habitantes, mas no século XVII sofreu uma grande perda por causa das epidemias de peste, tempestades, pragas de gafanhotos, secas, etc. Somente no século XVIII se pode ver um retorno no crescimento demográfico, quando lhe é atribuída uma população de 8 231 habitantes. No ano 1735 recebe o privilégio do título de "Vila" por Felipe V. Em 1834 se converte em "Cabeça de partido Judicial"; em 1846 é designado "Cabeça de Distrito Eleitoral", e em 1856 consegue o título de Cidade, outorgado por Isabel II.

MonumentosEditar

  • Plaza de España: praça remodelada em 1965, situada em pleno centro da zona urbana. No centro se encontra uma fonte denominada "Monumento al agua y la tierra" com esculturas de Pérez Comendador. No lado oriental da praça, se levanta a majestosa "Iglesia de Santiago Apostol" (igreja católica construída entre os séculos XVI e XVII), e no lado oposto se encontra o "Palacio Municipal", onde estão os correios e a prefeitura. Esta praça tem cerca de 6 300 metros quadrados.
  • Plaza de Extremadura: sua construção data de 1983, tem forma circular e uma superfície de 5 000 metros quadrados. Está localizada ao NO da cidade. Destacam-se os amplos espaços, que favorecem a vida comunitária. Sua fonte central conta com uma escultura dedicada à "mujer (mulher) aguadora", obra de Diego Garrido.

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Don Benito