Donald Moffat

Donald Moffat (Plymouth, 26 de dezembro de 1930Sleepy Hollow, 20 de dezembro de 2018)[1] foi um ator anglo-americano com uma carreira de décadas no cinema, na televisão e nos palcos dos Estados Unidos. Ele começou sua carreira atuando em peças teatrais da Broadway e off-Broadway, incluindo performances em Vildanden e Così è (se vi pare), pelas quais recebeu indicações ao Prêmio Tony. Moffat também apareceu em vários filmes, incluindo The Thing e Clear and Present Danger, e participou de diversos programas de televisão, como One Life to Live[1][2] e The West Wing.[3]

Donald Moffat
Nascimento 26 de dezembro de 1930
Plymouth, Inglaterra
Nacionalidade britânico
norte-americano
Morte 20 de dezembro de 2018 (87 anos)
Sleepy Hollow, Nova Iorque
Educação Royal Academy of Dramatic Art
Ocupação ator
Atividade 1956 – 2005
Cônjuge Anne Murray Ellsperman (c. 1954; div. 1968)
Gwen Arner (c. 1970)

Primeiros anosEditar

Moffat nasceu em Plymouth, Devon, filho único de Kathleen Mary (nome de solteira: Smith) e Walter George Moffat, um agente de seguros. Seus pais mantinham uma hospedaria na cidade de Totnes. Após concluir seus estudos na King Edward VI School e no serviço militar no Exército de 1949 a 1951, Moffat frequentou a Royal Academy of Dramatic Art em Londres.[2][4]

CarreiraEditar

Moffat começou sua carreira como ator teatral em Londres e Nova Iorque, empregando-se primeiramente na Companhia de Teatro Old Vic na capital inglesa.[5] Depois de se mudar para os Estados Unidos, Moffat trabalhou como barman e lenhador no Oregon, o estado natal de sua esposa. "Depois de seis meses" ele disse, "percebi que era um ator e sempre seria um ator. E um ator deve atuar. Então comecei a atuar novamente."[6] Seu primeiro trabalho como ator nos Estados Unidos foi em Princeton, Nova Jérsei. Paralelamente, ele trabalhava como carpinteiro e sua esposa passava roupa para fora visando complementar o salário dele, que era de 25 dólares por semana.[4]

Ele se juntou à APA (The Association of Producing Artists), uma companhia da Broadway, e foi indicado em 1967 ao Tony de Melhor Ator em Peça de Teatro por seus papéis em revivificações de Vildanden, de Henrik Ibsen, e Così è (se vi pare), de Luigi Pirandello.[1][2] Ele foi nomeado ao Drama Desk Awards de Melhor Ator em Peça de Teatro por seu trabalho em Play Memory (1984) e de Melhor Ator por seu desempenho na vivificação de The Iceman Cometh (1986), de Eugene O'Neill com Jason Robards.[7] Ele venceu um Prêmio Obie por Painting Churches.[8] Também participou de muitas peças da Broadway e off-Broadway, entre as quais A Few Stout Individuals (como Ulysses S. Grant),[9] The Heiress,[10] Vishnyovy sad,[11] Much Ado About Nothing,[12] The School for Scandal,[12] The Affair[13] e Hamlet.[14]

Entre os papéis cinematográficos mais conhecidos de Moffat, estão Lyndon B. Johnson em The Right Stuff (1983), o corrupto presidente dos Estados Unidos em Clear and Present Danger, e Garry, o comandante da estação de pesquisa em The Thing.[15]

Moffat interpretou Enos na minissérie The Chisholms, da CBS,[16] Lars Lundstrom na série dramática The New Land, da ABC[17] e Rem na série de ficção científica Logan's Run, derivada do filme homônimo e transmitida pela CBS.[18] Ele também apareceu em The West Wing, Dr. Quinn, Medicine Woman e Tales of the City, em que sua atuação como o executivo moribundo Edgar Halcyon lhe rendeu muitos novos fãs. Um de seus últimos papéis foi o Comissionário da Major League Baseball Ford Frick no telefilme 61*, da HBO.[15] Em seu último papel, Moffat interpretou um juiz em um episódio de Law & Order: Trial by Jury em 2005.[3] Em 1998, recebeu indicação ao Prêmio Gemini por sua interpretação do advogado Joe Ruah na minissérie The Sleep Room, da CBC.[19]

Vida pessoalEditar

Moffat casou-se com a atriz Anne Murray em 1954;[2] eles tiveram dois filhos, Wendy e Gabriel, antes de se divorciarem em 1968.[4] Posteriormente, ele se casou com a atriz e diretora de televisão Gwen Arner.[6]

O ator morreu seis dias antes de seu aniversário de 88 anos, em 20 de dezembro de 2018 em Sleepy Hollow, Nova Iorque, por complicações decorrentes de um acidente vascular cerebral. Ele deixou sua esposa, quatro filhos, 10 netos e três bisnetos.[2]

Filmografia selecionadaEditar

CinemaEditar

Ano Título Papel Ref.
1956 The Battle of the River Plate Vigia (não-creditado) [1]
1968 Rachel, Rachel Niall Cameron [15]
1970 R. P. M. Perry Howard
1972 The Great Northfield Minnesota Raid Manning
1973 Showdown Art Williams
1974 The Terminal Man Dr. Arthur McPherson
Earthquake Dr. Harvey Johnson [20]
1976 Ebony, Ivory & Jade Ian Cabot [21]
1978 Land of No Return Controlador de tráfego aéreo [20]
1979 Promises in the Dark Dr. Walter McInerny [15]
1980 On the Nickel Sam
Popeye Fiscal
1982 The Thing Garry
1983 The Right Stuff Lyndon B. Johnson
1986 The Best of Times Coronel
Monster in the Closet General Franklin D. Turnbull
1988 The Unbearable Lightness of Being Cirurgião-chefe
Far North Tio Dane
1989 Music Box Harry Talbot
1990 The Bonfire of the Vanities Sr. McCoy
1991 Class Action Quinn
Regarding Henry Charlie Cameron
Babe Ruth Jacob Ruppert
1992 Housesitter George Davis
1993 Love, Cheat & Steal Frank Harrington
1994 Clear and Present Danger President Bennett
Trapped in Paradise Clifford Anderson [20]
1996 The Evening Star Hector Scott [15]
1999 Cookie's Fortune Jack Palmer
2001 61* Ford Frick

TelevisãoEditar

Ano Título Papel Notas Ref.
1968-1969 One Life to Live Dr. Marcus Polk Soap opera [2]
1970 The High Chaparral Simmons [22]
1971 Night Gallery Tio George [23]
1976 The Call of the Wild Simpson Telefilme [15]
1977 The Waltons Morgan [24]
Exo-Man Rogers Telefilme [25]
Eleanor and Franklin: The White House Years Harry Hopkins Telefilme [15]
1977-1978 Logan's Run Rem [20]
1978 The Word Henri Aubert [20]
1980 The Chisholms Enos minissérie da CBS [15]
1984 License to Kill Webster Telefilme
1988 The Bourne Identity David Abbott Telefilme
1998 The Sleep Room Joe Ruah Telefilme [26]
2003 The West Wing Talmidge Cregg [27]
2005 Law & Order: Trial by Jury Juiz Última aparição [3]

Referências

  1. a b c d Gaughan, Gavin (27 de dezembro de 2018). «Obituary: Donald Moffat, actor known for Tales of the City». The Herald (em inglês). Consultado em 22 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2020 
  2. a b c d e f McFadden, Robert D. (20 de dezembro de 2018). «Donald Moffat, 87, a Top Actor Who Thrived in Second Billings, Dies». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 22 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 5 de fevereiro de 2020 
  3. a b c Lincoln, Ross. «Donald Moffat, 'The Right Stuff' and 'The Thing' Actor, Dies at 87». The Wrap (em inglês). Consultado em 22 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 19 de dezembro de 2019 
  4. a b c Glover, William (28 de março de 1967). «He's Still Broke But Has Grown As Actor». The Danville Register (em inglês). Virgínia, Danville. Associated Press. p. 9. Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2020 – via Newspapers.com   
  5. «Familiar Face». The Irish Times (em inglês). 19 de março de 1998. Consultado em 22 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2020 
  6. a b «Waiting for Rem». San Antonio Express (em inglês). Texas, San Antonio. 25 de agosto de 1977. p. 22. Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2020 – via Newspapers.com   
  7. «Donald Moffat». Playbill (em inglês). Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 20 de agosto de 2020 
  8. American Theater Wing, Village Voice. «1980s» (em inglês). OBIE Awards. Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2017 
  9. Isherwood, Charles (12 de maio de 2002). «A Few Stout Individuals». Variety (em inglês). Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 6 de abril de 2019 
  10. Winer, Laurie (13 de setembro de 1996). «Cruelty Forges a Shining 'Heiress'». Los Angeles Times (em inglês). ISSN 0458-3035. Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 9 de agosto de 2020 
  11. Loehlin, James N. (14 de setembro de 2006). Chekhov: The Cherry Orchard (em inglês). Cambridge: Cambridge University Press. p. 119. ISBN 9780521825931 
  12. a b Criscitiello, Alexa (20 de dezembro de 2018). «Award-Winning Actor and Director Donald Moffat Passes Away At Age 87». Broadway World (em inglês). Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 6 de abril de 2019 
  13. Bordman, Gerald (21 de novembro de 1996). American Theatre: A Chronicle of Comedy and Drama, 1930-1969 (em inglês). Oxford, Nova Iorque: Oxford University Press. p. 382. ISBN 9780195090796 
  14. Adams, Val (22 de maio de 1964). «C.B.S. Series Plans Part Of 'The Brig'; Play Will Be a Segment of 'Look Up and Live'». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 6 de abril de 2019 
  15. a b c d e f g h WarnerMedia, Turner Classic Movies. «Filmography for Donald Moffat» (em inglês). TCM.com. Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 6 de abril de 2019 
  16. Terrace, pp. 185–186.
  17. Terrace, p. 755.
  18. Terrace, pp. 617–618.
  19. «The Sleep Room». The Canadian Historical Review (em inglês). 80 (4): 698-705. Dezembro de 1999. ISSN 0008-3755 
  20. a b c d e CBS Interactive. «Donald Moffat List of Movies and TV Shows». TV Guide (em inglês). Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 6 de abril de 2019 
  21. WarnerMedia, Turner Classic Movies. «Ebony, Ivory and Jade(1979)» (em inglês). TCM.com. Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 6 de abril de 2019 
  22. CBS Interactive. «The High Chaparral Season 3, Episode 20 The Lieutenant». TV Guide (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 24 de agosto de 2020 
  23. Skelton, Scott (1999). Rod Serling's Night Gallery: An After-hours Tour (em inglês). Syracuse: Syracuse University Press. p. 206. ISBN 0-8156-2782-3. Consultado em 23 de agosto de 2020 
  24. Fandango Media. «The Waltons - Season 5 Episode 17». Rotten Tomatoes (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 24 de agosto de 2020 
  25. «Eco-Man (1977) - Richard Irving». AllMovie (em inglês). Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2020 
  26. Fandango Media. «The Sleep Room (1998)». Rotten Tomatoes (em inglês). Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 13 de dezembro de 2017 
  27. Fandango Media. «The West Wing - Season 4 Episode 13». Rotten Tomatoes (em inglês). Consultado em 23 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 14 de dezembro de 2017 

Obra citadaEditar

  Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.