Douglas Hurley

Astronauta norte-americano

Douglas Gerald Hurley (Endicott, 21 de outubro de 1966) é um ex-astronauta, engenheiro civil, piloto e ex-oficial militar norte-americano. Do corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos

Douglas Hurley
Douglas Hurley
Nome completo Douglas Gerald Hurley
Nascimento 21 de outubro de 1966 (57 anos)
Endicott, Nova Iorque,
Estados Unidos
Cônjuge Karen Nyberg
Alma mater Universidade Tulane
Ocupação
Serviço militar
Serviço Corpo de Fuzileiros Navais
dos Estados Unidos
Anos de serviço 1988–2012
Patente Coronel
Condecorações Medalha de Serviço
Superior de Defesa
Legião do Mérito
Medalha de Serviço
Meritório de Defesa
Medalha de Serviço Meritório
Carreira espacial
Astronauta da NASA
Tempo no espaço 92 dias, 10 horas,
38 minutos[1]
Seleção Grupo 18 da NASA 2000
Missões
Aposentadoria 16 de julho de 2021[2][1]
Prêmios Medalha de Honra
Espacial do Congresso

Prêmio de Realização
Superior da NASA (4)

Formou-se como oficial do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos em 1988, com a patente de segundo-tenente, e passou a treinar na força em Quantico, entrando para o curso de treinamento de pilotos em 1989, em Pensacola, onde se qualificou como aviador naval, em agosto de 1991.

Após quatro anos e meio como piloto de F/A-18 Hornet, ele foi selecionado para cursar a prestigiosa Escola de Piloto de Teste Naval dos Estados Unidos, no estado de Maryland, onde se formou em dezembro de 1997. Como piloto, foi o primeiro fuzileiro a voar num Boeing F/A-18E/F Super Hornet, os mais modernos caças de combate da Marinha dos Estados Unidos.

Em julho de 2000, Douglas foi selecionado pela NASA para o curso de treinamento de astronautas da agência espacial. Após os dois anos regulamentares de treinamento, passou a exercer funções técnicas em terra, no Departamento de Astronautas, onde foi o astronauta de suporte em terra das missões STS-107 e STS-121 do ônibus espacial.

Em anos, recentes, ele também exerceu o cargo de diretor de operações da NASA no Centro de Treinamento de Cosmonautas Yuri Gagarin, na Cidade das Estrelas, Moscou, Rússia.

Hurley foi ao espaço pela primeira vez em 15 de julho de 2009, como piloto da nave Endeavour, missão STS-127, que durante dezesseis dias em órbita instalou a última seção do módulo de experiências japonês Kibo na estrutura da Estação Espacial Internacional (ISS).

Em 8 de julho de 2011, em sua segunda viagem espacial, Hurley fez história ao ir ao espaço como piloto da missão STS-135 Atlantis, último voo do programa do ônibus espacial norte-americano, iniciado em 1981 e encerrado trinta anos depois.[3]

Em 2018, Hurley foi selecionado para a tripulação da Crew Dragon, juntamente com o astronauta Robert Behnken, para primeira missão tripulada lançada de solo norte-americano desde o fim do programa dos ônibus espaciais, em 2011. A Crew Dragon Demo-2 foi lançada em 30 de maio de 2020 às 20:22 (Horário Local Cabo Canaveral).[4]

Se aposentou da NASA no dia 16 de julho de 2021.[2]

Referências

  1. a b «Astronaut Biography: Douglas Hurley». 16 de julho de 2021. Consultado em 16 de junho de 2021 
  2. a b «Trailblazing Astronaut Doug Hurley Retires from NASA». Consultado em 16 de julho de 2021 
  3. Bergin, Chris. «NASA managers approve STS-135 mission planning for June 28, 2011 launch». NASA Space flight. Consultado em 20 de agosto de 2010 
  4. «Conheça os astronautas que farão voo histórico da Nasa nesta semana». www.uol.com.br. Consultado em 25 de maio de 2020 

Ligações externas editar