Eleições nos Estados Unidos em 2006

As eleições nos Estados Unidos em 2006 foram realizadas em uma terça-feira, 7 de novembro de 2006. Todos os 435 vagas na Câmara dos Deputados e um terço do Senado dos Estados Unidos foram disputados nesta eleição, e também 36 governadores. A eleição resultou em uma vitória arrasadora do Partido Democrata, que conquistou a maioria na Câmara de Representantes, no Senado e uma maioria de governadores.[1]

No Senado, os democratas ganharam seis novos assentos e alcançaram a maioria na casa para o último biênio de mandato de George W. Bush. Os democratas também ganharam mais 31 assentos na Câmara. Depois da eleição, Nancy Pelosi se tornou a primeira mulher a presidir a Casa. Nas eleições para governos estaduais, os democratas tiveram um saldo de mais seis vitórias. Os republicanos não conseguiram ganhar nenhum cargo no Congresso ou de governador antes ocupado por democratas.

Entre as razões para a vitória democrata estão o declínio da popularidade de George W. Bush, a insatisfação com a gestão do governo dos efeitos do furacão Katrina e com a Guerra do Iraque, o início do colapso da bolha imobiliária, que só estouraria um ano depois, a derrota legislativa de Bush na tentativa de privatização da seguridade social, o envolvimento de políticos do Congresso controlado por republicanos no caso Terri Schiavo e uma série de escândalos envolvendo políticos republicanos[2].

Eleições nacionaisEditar

Os democratas tomaram o controle do Congresso pela primeira vez desde as eleições de 1994, que são lembradas como a "Revolução Republicana". Pela primeira vez, desde a criação do Partido Republicano, em 1854, nenhum republicano conseguiu ganhar nem sequer um assento, na Câmara, Senado ou governo estadual que antes era de um político democrata[3].

Senado dos Estados UnidosEditar

As 33 vagas da Classe 1 do Senado foram disputadas na eleição. Os democratas ganharam seis assentos, vencendo os senadores republicanos dos estados: Missouri, Montana, Ohio, Pennsylvania, Rhode Island e Virgínia. Incluindo Bernie Sanders e Joe Lieberman, dois independentes que disputaram os caucus entre os democratas, o partido Democrata passou a ter uma maioria de 51 a 49 no Senado.[4]

Partidos Total
Republicano Democrata Independente Libertário Verde Independência Constituição Outros
Antes dessa eleição 55 44 1 100
Fora de disputa Total 40 27 67
Classe 2 (2002→2008) 21 12 0 33
Classe 3 (2004→2010) 19 15 0 34
Em disputa Classe 1 15 17 1 33
Titular aposentado Vencido pelo mesmo partido 1 2 1 4
Substituído por outro partido 0
Titular concorreu Total anterior 14 15 29
Ganhou a reeleição 8 14 22
Perdeu a reeleição 6 republicanos foram substituídos por 6 democratas 6
Perdeu a indicação, mas vaga ficou com o partido 0
Perdeu a nomeação, e o partido perdeu a vaga 1 democrata se reelegeu como independente 1
Resultado pós-eleições 8 20 1 29
Diferença de assentos -6 +5 +1 6
Total de eleitos 9 22 2 33
Resultado 49 49 2 100
Voto popular Votos (comparecimento: 29.7 %) 25.437.934 32.344.708 378.142 612.732 295.935 231.899 26.934 1.115.432 60.839.144
Porcentagem 41,81% 53,16% 0,62% 1,01% 0,49% 0,38% 0,04% 1,83% 100%

Câmara dos Estados UnidosEditar

Todos as 435 vagas na Câmara dos Estados Unidos foram disputadas na eleição. Os democratas ganharam o voto popular por uma margem de 8 pontos percentuais e tomaram 31 assentos dos republicanos.[5]

A eleição tornou Nancy Pelosi (representante democrata pela Califórnia) a primeira mulher, primeira ítalo-americana e primeira californiana a assumir a presidência da Casa [6]. Keith Ellison (representante democrata por Minnesota) se tornou a primeira islâmica da história a ser eleita para o Congresso americano[7] e Mazie Hirono (representante democrata pelo Havaí) e Hank Johnson (representante democrata pela Geórgia) se tornaram os primeiros budistas num posto de governo nos Estados Unidos.[8]

Resumo do resultado da Eleição de 7 de novembro de 2006 para a Câmara dos Estados Unidos
Partido Vagas Votação popular
2004 2006 Mudança % Votos % +/−
Partido Democrata 202 233 +31 53,6% 42.338.795 52,3% +5,5%
Partido Republicano 232 202 -30 46,4% 35.857.334 44,3% −5,1%
Partido Libertário 656.764 0,8% −0,1%
Independentes 1 0 -1 - 417.895 0,5% −0,1%
Partido Verde 243.391 0,3% -
Partido da Constituição 91.133 0,1% −0,1%
Partido da Independência 85.815 0,1% +0,1%
Outros partidos 1.284.710 1,6% −0,2%
Total 435 435 100,0% 80.975.537 100,0%
Comparecimento dos eleitores: 36,8%
Fontes: Estatística de Eleições - Gabinete do secretário da Câmara

Referências

  1. ^ "Presidential Job Approval In Depth". Gallup Poll. May 20, 2007. http://galluppoll.com/content/default.aspx?ci=1723&pg=2. Retrieved May 20, 2007.
  2. «Republicans of '94 revolution reflect on '06 - USATODAY.com». usatoday30.usatoday.com. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  3. «Congress 2007: Democrats In Charge». www.cbsnews.com (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  4. «Lieberman: Call me a Democrat - CNN.com». web.archive.org. 13 de novembro de 2006. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  5. «"Statistics of the Congressional Election of November 7, 2006" (PDF).» (PDF). U.S. House of Reps, Office of the Clerks. 2006. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  6. «Corruption named as key issue by voters in exit polls - CNN.com». edition.cnn.com. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  7. «Minnesota voters send first Muslim to Capitol Hill - CNN.com». edition.cnn.com. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  8. «Scripps Howard News Service». archive.vn. 2 de julho de 2007. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  Este artigo sobre eleições nos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.