Abrir menu principal

Wikipédia β

Elipsoide

superfície quádrica fechada que é o análogo tridimensional de uma elipse
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde outubro de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Imagem tridimensional de um elipsoide

Em matemática, um elipsoide (pré-AO 1990: elipsóide) é uma superfície cuja equação num sistema de coordenadas cartesianas x-y-z é

onde a, b e c são números reais positivos que determinam as dimensões e forma do elipsoide. Se dois dos números são iguais, o elipsoide é um esferoide; se os três forem iguais, trata-se de uma esfera.

Supondo a ≥ b ≥ c, então:

  • a ≠ b ≠ c : o elipsoide é escaleno
  • c = 0 : o elipsoide é plano (duas elipses em simetria)
  • b = c : esferoide em forma de charuto
  • a = b : esferoide em forma de comprimido
  • a = b = c : esfera


Os esferoides resultam da rotação de uma elipse em torno de um dos seus eixos.

Índice

VolumeEditar

O volume de um elipsoide é dado por[1]:

 

Área da superfícieEditar

A área da superfície tem uma fórmula mais complexa, dada por:

 

em que

 
 
 

e   e   são os integrais elípticos incompletos do segundo e terceiro tipos.

Fórmulas aproximadas:

Elipsoide plano:  
Se  :  
Se  :  
Se o elipsoide é escaleno:  

onde p ≈ 1.6075 resulta num erro relativo máximo de cerca de 1.061% (fórmula de Knud Thomsen); um valor de p = 8/5 = 1.6 resulta bem para praticamente todos os elipsoides esferoides, com erro relativo máximo de 1.178% (fórmula de David W. Cantrell).

Transformações linearesEditar

Ao aplicar uma transformação linear invertível a uma esfera, obtém-se um elipsoide

A intersecção de um elipsoide com um plano é um conjunto vazio, um ponto ou uma elipse.

Aplicação em cartografiaEditar

Nas ciências cartográficas, os elipsoides são utilizados como aproximação da forma irregular da Terra, já que representam o achatamento nos pólos, ao contrário das esferas. As projecções cartográficas têm como domínio coordenadas elipsoidais.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Referências

  1. F. W. J. Olver, D. W. Lozier, R. F. Boisvert, and C. W. Clark, (editores), 2010, NIST Handbook of Mathematical Functions (Cambridge University Press)