Petropavlovsk (1894)

Petropavlovsk
Battleship Petropavlosk2.jpg
Carreira  Rússia
Operador Marinha Imperial Russa
Fabricante Novo Estaleiro do Almirantado
Homônimo Cerco de Petropavlovsk
Batimento de quilha 19 de maio de 1892
Lançamento 9 de março de 1894
Comissionamento 1899
Estado Naufragado
Fatalidade Colidiu com uma mina em Porto Artur
no dia 13 de abril de 1904
Características gerais
Tipo de navio Couraçado pré-dreadnought
Classe Petropavlovsk
Deslocamento 11 535 t
Maquinário 2 motores de tripla-expansão
14 caldeiras
Comprimento 114,6 m
Boca 21,3 m
Calado 8,6 m
Propulsão 2 hélices
- 10 600 hp (7 900 kW)
Velocidade 16 nós (30 km/h)
Autonomia 3 750 milhas náuticas a 10 nós
(6 940 km a 19 km/h)
Armamento 4 canhões e 305 mm
12 canhões de 152 mm
12 canhões de 47 mm
28 canhões de 37 mm
4 tubos de torpedo de 381 mm
2 tubos de torpedo de 457 mm
50 minas navais
Blindagem Cinturão: 305 a 406 mm
Torres de artilharia: 254 mm
Convés: 51 a 76 mm
Tripulação 725

O Petropavlovsk (Петропавловск) foi o principal navio da Classe Petropavlovsk construído nos Estaleiros do Almirantado em São Petersburgo para liderar a Frota do Pacífico (Rússia).

HistóriaEditar

Após a sua construção, o Petropavlovsk partiu para o Extremo Oriente, de onde lideraria a frota russa baseada em Port Arthur. Em 1900, a Levante dos Boxers estourou, a Rússia e mais 7 países intervieram para sufocar a rebelião chinesa. O Petropavlovsk, junto com a frota, ajudou na repressão.

Guerra Russo-JaponesaEditar

Em 1904, iniciou a Guerra Russo-Japonesa, o Almirante Stepan Osipovich Makarov assumiu o comando do Petropavlovsk e decidiu furar o bloqueio japonês em Port Arthur, os japoneses interceptaram a frota e iniciaram um ataque aos russos. A frota russa decidiu voltar para Port Arthur, quando o Petropavlovsk se aproximava do porto, ele bateu numa mina lançada dias atrás pelos japoneses, o navio afundou rápido junto com o experiente Almirante Makarov.