Enzo Jannacci

Vincenzo Jannacci (Milão, 3 de junho de 1935 — Milão, 29 de março de 2013), mais conhecido pelo nome artístico de Enzo Jannacci, foi um cantor e compositor italiano, considerado entre os mais importantes do cenário musical italiano pós-guerra.[1]

Enzo Jannacci
Nascimento 3 de junho de 1935
Milão
Morte 29 de março de 2013 (77 anos)
Milão
Residência Milão
Sepultamento Cemitério Monumental de Milão
Cidadania Itália, Reino de Itália
Filho(s) Paolo Jannacci
Alma mater
Ocupação cantautor, ator, compositor, artista de cabaré, músico de jazz, roteirista, comediante, cantor(a), pianista, compositor de bandas sonoras, autor-compositor, músico, ator/atriz de teatro, ator/atriz de cinema, cirurgiãoguitarra, piano, voz
Causa da morte câncer
Página oficial
http://www.enzojannacci.it

BiografiaEditar

Enzo Jannacci nasceu em Milão, na região de Lombardia, em 3 de junho de 1935. O pai, que se chamava Giuseppe, era um oficial da Força Aérea Italiana e trabalhou no aeroporto Forlanini; ele participou da Resistência, e suas histórias inspiraram canções como El portava i scarp del tennis, Sei minuti all'alba e La sera che partì mio padre. A mãe, se chamava Maria Mussi.

Em 1967, ele se formou em medicina na Universidade de Milão.[2]

Participou de quatro edições do Festival de Sanremo:

  • 1989 - Se me lo dicevi prima
  • 1991 - La fotografia
  • 1994 - I soliti accordi
  • 1998 - Quando un musicista ride

Já doente há tempo, faleceu no dia 29 de março de 2013 na Clinica Columbus em Milão, quando tinha 77 anos de idade.

DiscografiaEditar

  • 1964 – La Milano di Enzo Jannacci (Jolly LPJ 5037)
  • 1965 – Enzo Jannacci in teatro (ao vivo, Jolly LPJ 5043)
  • 1966 – Sei minuti all'alba (Jolly LPJ 5071)
  • 1968 – Vengo anch'io. No, tu no (ARC ALPS 11007)
  • 1968 – Le canzoni di Enzo Jannacci (Dischi Ricordi MRP 9050
  • 1970 – La mia gente (ARC ALPS 11021)
  • 1972 – Giorgio Gaber e Enzo Jannacci (Family)
  • 1972 – Jannacci Enzo (RCA Italiana, PSL 10539)
  • 1975 – Quelli che... (Ultima Spiaggia, ZLUS 55180)
  • 1976 – O vivere o ridere (Ultima Spiaggia, ZLUS 55189)
  • 1977 – Secondo te...Che gusto c'è? (Ultima Spiaggia, ZPLS 34027)
  • 1979 – Fotoricordo (Ultima Spiaggia, ZPLS 34075)
  • 1980 – Ci vuole orecchio (Dischi Ricordi SMRL 6266)
  • 1980 – Nuove registrazioni (Dischi Ricordi-Orizzonte ORL 8430)
  • 1981 – E allora...Concerto (Dischi Ricordi SMRL 6282)
  • 1983 – Discogreve (Dischi Ricordi SMRL 6302)
  • 1983 – Ja-Ga Brothers (CGD)
  • 1985 – L'importante (DDD)
  • 1987 – Parlare con i limoni (DDD)
  • 1989 – Se me lo dicevi prima e altri successi (DDD)
  • 1989 – 30 anni senza andare fuori tempo (álbum ao vivo, DDD)
  • 1991 – Guarda la fotografia (DDD)
  • 1994 – I soliti accordi (DDD)
  • 1998 – Quando un musicista ride
  • 2001 – Come gli aeroplani
  • 2003 – L'uomo a metà
  • 2005 – Milano 3 June 2005
  • 2006 – The Best 2006
  • 2013 - L'artista

FilmografiaEditar

 
Enzo Jannacci no filme La vita agra (1964).
  • 1964 – La vita agra
  • 1967 – Quando dico che ti amo
  • 1970 – Le coppie
  • 1972 – L'udienza
  • 1982 – Il mondo nuovo
  • 1983 – Scherzo del destino in agguato dietro l'angolo come un brigante da strada
  • 1997 – Figurine
  • 2010 – La bellezza del somaro

Referências

  1. «E' morto Enzo Jannacci, il cuore e la musica di Milano. Addio al poeta in scarpe da tennis» (em italiano). La Repubblica. 29 de março de 2013 
  2. Jannacci, Paolo (2011). Aspettando al semaforo (em italiano). [S.l.]: Arnoldo Mondadori Editore. ISBN 88-520-2115-9 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Enzo Jannacci