Abrir menu principal

Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo

Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
EFLCH
Tipo de instituição Pública
Diretor Magali Aparecida Silvestre
Vice-diretor Janes Jorge
Graduação 2974
Pós-graduação 680
Localização Guarulhos, São Paulo Brasil
Site www.humanas.unifesp.br

Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo (EFLCH) é uma instituição de ensino superior público brasileira vinculada à Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), sendo uma escola de ensino e pesquisa nos campos de ciências humanas. Foi inaugurado em 2007, no distrito de Pimentas, no município de Guarulhos.

Índice

HistóricoEditar

A implementação do campus Guarulhos da UNIFESP está relacionada com a primeira fase do programa de Expansão das universidades federais, iniciado em 2003,[1] que levou com que a primeira universidade pública chegasse à cidade de Guarulhos. Em abril de 2006 foi firmado um acordo com a prefeitura para que a universidade, através da SPDM, gerenciasse o Hospital Municipal Pimentas-Bonsucesso. A partir desse convênio, a prefeitura concedeu um terreno de dezenove mil m², localizado na Estrada do Caminho Velho, 333, no distrito de Pimentas. Em 2007 o campus foi oficialmente inaugurado[2], tendo como instalações somente o prédio do arco (onde ficavam a parte administrativa, os gabinetes docentes, a biblioteca e as salas de aula) e o teatro Adamastor Pimentas. Nesse primeiro desenho da expansão, o campus Guarulhos contava com quatro cursos: Ciências Sociais, Filosofia, História e Pedagogia.

A entrada da Unifesp no Programa de Expansão das Universidades Federais (REUNI), criado em 2007, permitiu a ampliação do número de cursos e de alunos, criando-se os cursos de História da Arte e Letras, bem como os programas de pós-graduação em Ciências Sociais, Filosofia, História, Educação e Saúde na Infância e Adolescência no campus. No projeto enviado ao Reuni, também estava prevista a construção do prédio que hoje abriga a biblioteca e o conjunto didático. Em parte resultado da demora em implementar as novas instalações do campus e por conta de discussões sobre a saída do campus em Guarulhos,[3] estudantes realizaram uma greve e ocuparam a diretoria acadêmica em 2012, exigindo melhores condições para as instalações físicas, de permanência estudantil e a permanência nos Pimentas[4]. A construção do prédio didático e da biblioteca começou somente em 2012 e, após seguidos atrasos, foi entregue em 2016[5]. Durante o período de 2013 e 2016, por conta das obras, a universidade alugou um prédio do Colégio Torricelli e a EFLCH foi transferida provisoriamente para o bairro Macedo, região central de Guarulhos.[6]

Após a inauguração do prédio didático e da biblioteca, o prédio do Arco foi reformado para abrigar os gabinetes docentes, coordenações e chefias, parte do setor administrativo e salas de grupos de pesquisa. O novo prédio do arco foi inaugurado oficialmente em 2018.[7]

Cursos oferecidosEditar

A Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas oferece os seguintes cursos de graduação e pós-graduação:

GraduaçãoEditar

  • Bacharelado e Licenciatura em Filosofia - 120 vagas, vespertino e noturno, 4 anos de graduação;
  • Bacharelado e Licenciatura em Ciências Sociais - 120 vagas, vespertino e noturno, 4 anos de graduação;
  • Bacharelado e Licenciatura em História - 120 vagas, vespertino e noturno, 4 anos de graduação;
  • Licenciatura em Pedagogia - 120 vagas, vespertino e noturno, 4 anos de graduação;
  • Bacharelado em História da Arte - 45 vagas, noturno, 4 anos de graduação;
  • Bacharelado e Licenciatura em Letras (Habilitações em Português, Português/Espanhol, Português/Inglês, Português/Francês) - 180 vagas, vespertino e noturno, 4 anos de graduação.

Pós-GraduaçãoEditar

Além das atividades de ensino, as frentes de atuação do campus envolvem a extensão e atividades junto à comunidade, bem como o eixo indissociável a ambas e fundamento da universidade que é a pesquisa.

Referências

  1. Sobre as fases do programa de Expansão das universidades federais ver: "Análise sobre a Expansão das Universidades Federais 2003 a 2012", Relatório da Comissão Constituída pela Portaria nº 126/2012, Brasília, 2012, disponível em: "http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=12386-analise-expansao-universidade-federais-2003-2012-pdf&Itemid=30192
  2. RODRIGUES, Jaime (2008). A Universidade Federal de São Paulo aos 75 anos: ensaios sobre história e memória. São Paulo: FAP-UNIFESP. 236 páginas 
  3. "ATA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA REALIZADA NO DIA 10 DE NOVEMBRO DE DOIS MIL E QUINZE NA CÂMARA MUNICIPAL DE GUARULHOS", Disponível em:http://ftp.camaraguarulhos.sp.gov.br/2015/Audiencias/Diversas/Unifesp%20(10-11-2015).pdf (acesso em 01/12/2018).
  4. «Após 5 meses, alunos da Unifesp Guarulhos encerram greve - Educação - Estadão». Consultado em 9 de julho de 2016 
  5. «Unifesp entrega novo campus Pimentas e divulga início das aulas». www.guarulhosweb.com.br. Consultado em 9 de julho de 2016 
  6. "ATA DA REUNIÃO DA CONGREGAÇÃO DA ESCOLA DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS", 6/6/2013, Disponível em: https://www.unifesp.br/campus/gua/images/documentos/Congregacao/06-Ata_reuniao_Congrega%C3%A7%C3%A3o_de_Campus__06-06-2013.pdf (acessado em 01/12/2018).
  7. «Depois de muita reforma, um novo espaço: o Prédio Arco». Informes EFLCH - Unifesp. Consultado em 1 de dezembro de 2018 

Ligações externasEditar