Diferenças entre edições de "Wikipédia:Pedidos a burocratas"

3 126 bytes adicionados ,  15h07min de 12 de julho de 2008
→‎Outros: (de saída) considerações e pedido sobre os votos nulos
(→‎Outros: (de saída) considerações e pedido sobre os votos nulos)
 
==Outros==
=== Considerações e pedido sobre votos nulos em [[Wikipedia:Votações/Condições para administração na Wikipédia-pt]]===
''Nenhum de momento''
A wikipédia avança a passos largos para um sistema em que os burocratas ''arbitram'' as votações, à falta de regras minimamente eficientes. Não creio que seja o melhor caminho, mas tem três vantagens. A primeira é as pessoas começarem a perceber que há tarefas complexas que exigem especialização, que a ideia de que toda a gente vai decidir tudo sempre é pura ingenuidade e que é necessário eleger representantes em quem a comunidade confie para algumas áreas de tarefas (como ''arbitrar'' votações ou como ''arbitrar condutas''). A segunda é alguém começar a perceber que realmente as regras actuais são insuficientes e amadoras e que será preciso abandonar os receios das chamadas ''burocracias'' e adoptar na wikipédia os mesmos princípios sobre votações (de regras) que se usam em todo o lado menos aqui. A terceira vantagem é que, apesar de não ser o melhor caminho, se cria um sistema de ''arbitragem'' e de limitação de abusos baseado numa espécie de democracia representativa (nomeamos democraticamente representantes que tomam decisões sobre votações). O maior problema deste sistema é que exige que sejam eleitos burocratas que saibam, por exemplo, distinguir um método de Hondt de um Condorcet...
 
Portanto, no que me diz respeito, vou considerar a opinião dos burocratas como uma decisão a ser adoptada. O que, contudo, não coloca essa decisão ao abrigo da crítica de qualquer outro wikipedista. Quanto a mim, que não concordo com a decisão, que julgo resultar numa potencial manipulação, que julgo resultado de um desconhecimento de como funcionam os mecanismos que tornam democrática uma votação, não entrarei em pormenores, hoje, por estar de saída. Contudo, deixarei uma imagem do que este tipo de manipulação significa.
 
; A imagem
É como se houvesse um referendo com a questão ''O Brasil deve ser uma monarquia democrática ou uma monarquia absoluta ou uma monarquia nazi?'', com uma pergunta prévia genérica perguntando ''Concorda com a restauração da monarquia no Brasil?'' Se a monarquia ganhasse, quem tivesse votado pela república já não teria o direito de escolher entre uma monarquia democrática ou uma absolutista ou nazi? Assistiríamos a bons republicanos votando pela monarquia para, pelo menos, poderem ter uma monarquia democrática. Isto é uma clara manipulação de uma votação. (E reparem como está envolvida uma pergunta genérica seguida de propostas alternativas... é aí que reside a origem do problema...)
 
; A transparência
Em nome da transparência democrática, julgo que será imperioso que cada burocrata torne pública a sua opinião. Nesta decisão, como em todas que os burocratas tomarem. Isto não é uma verificação de conta, é uma decisão tomada por um colectivo cujos membros são eleitos individualmente. Os eleitores têm o direito de saber qual burocrata defendeu o quê. Abraços, [[Usuário:Ozalid|Ozalid]] ([[Usuário Discussão:Ozalid|discussão]]) 15h07min de 12 de Julho de 2008 (UTC)
 
{{Correlatos
5 906

edições