Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 22h58min de 8 de julho de 2017
 
===Morte===
[[Ficheiro:Vincent-van-gogh-echo-pontoisien-august7-1890.jpg|thumb|270px285px|Artido do jornal ''L'Écho Pontoisien'' de 7 de agosto de 1890 sobre a morte de Van Gogh.]]
Van Gogh disparou um [[revólver]] Lefaucheux 7 [[Milímetro|mm]] contra seu peito em 27 de julho de 1890.<ref> {{harvnb|Sweetman|1990|pp=342–343}}; {{citar web|url=https://www.theguardian.com/artanddesign/jonathanjonesblog/2016/jul/12/vincent-van-gogh-truth-about-ear-exhibition-on-verge-of-insanity-amsterdam|título=The whole truth about Van Gogh's ear, and why his 'mad genius' is a myth|data=12 de julho de 2016|autor=Jones, Jonathan|obra=[[The Guardian]]|acessodata=10 de abril de 2017 }} </ref> Não houve testemunhas e ele morreu trinta horas depois.<ref name=cluskey /> O disparo talvez tenha ocorrido no campo de trigo em que estava pintando ou em um celeiro local.<ref> {{harvnb|Walther|Metzger|1994|p=669}} </ref> A bala foi desviada por uma costela e atravessou seu peito sem aparentemente danificar os órgãos internos, provavelmente parando em sua espinha. Ele foi capaz de voltar andando até Auberge Ravoux, onde foi atendido por dois médicos, porém não havia um cirurgião e assim a bala não pode ser removida. Os médicos cuidaram dele da melhor maneira que puderam e então o deixaram sozinho em seu quarto fumando cachimbo. Theo correu para junto do irmão no dia seguinte, encontrando-o de bom humor. Porém Van Gogh começou a enfraquecer horas depois, sofrendo de uma infecção não tratada causada pelo ferimento da bala. Ele morreu nas primeiras horas da manhã de {{dtlink|29|7|1890}}. Theo afirmou que as últimas palavras do irmão foram "A tristeza vai durar para sempre".<ref> {{harvnb|Hulsker|1980|pp=480–483}}; {{harvnb|Sweetman|1990|pp=342–343}}; {{citar periódico|url=http://gallica.bnf.fr/ark:/12148/bpt6k5703399s|título=Reinhold Schneider|jornal=Études|volume=243|data=abril de 1947|página=9 }}; {{citar web|url=http://www.webexhibits.org/vangogh/letter/21/etc-Theo-Lies.htm|título=Letter from Theo van Gogh to Elisabeth van Gogh, Paris, 5 August 1890|acessodata=10 de abril de 2017 }} </ref>