Diferenças entre edições de "Isabela Scalabrini"

44 bytes adicionados ,  12h59min de 9 de agosto de 2019
m (Foram revertidas as edições de 2804:14D:5CE1:A041:B559:8FC9:7C1:32FE para a última revisão de André Koehne, de 23:00, 2019 junho 21 (UTC))
Etiqueta: Reversão
Foi nos jogos Pan-Americanos na [[Venezuela]], 1983, que Scalabrini teve sua primeira oportunidade de realizar um trabalho de destaque. De acordo com a própria jornalista, ela só foi escalada para cobrir a competição porque tinha um chefe "muito moderno". Durante a competição, o Brasil conseguiu várias medalhas nos esportes amadores, justamente aquele que Scalabrini era designada a cobrir, como remo e natação. Dessa forma, conseguiu pela primeira vez, que suas matérias entrassem no [[Jornal Nacional]], um dos principais programas da emissora. Após o bom desempenho no [[Jogos Pan-Americanos de 1983|Pan-Americano de 1983]] na Venezuela, Scalabrini foi escalada para cobrir os [[Jogos Olímpicos de Verão de 1984|Jogos Olímpicos de 1984]], em [[Los Angeles]], e [[Jogos Olímpicos de Verão de 1988|1988]] em [[Seul]] ([[Coreia do Sul]]) e a [[Copa do Mundo FIFA de 1986|Copa do Mundo de 1986]], no [[México]], além de muitos campeonatos mundiais de vôlei e basquete. Apresentou o [[Globo Esporte]], [[Esporte Espetacular]] e [[Fantástico]] na década de 80, e o [[RJTV]] na década de 90.
 
Em 1992, trocou o esporte pela editoria geral. Em 1998, foi transferida para a [[Globo Minas]]. Isabela foi uma das primeiras mulheres a cobrir esporte na Globo, durante muitos anos. Ela admite ter enfrentado algum preconceito, na cobertura de futebol, por exemplo, mas nunca foi desrespeitada. A jornalista costuma dizer que o único espaço que não conquistou no mundo esportivo foi o vestiário. Atualmente, Isabela edita e apresentaApresentou o MGTV 1ª Edição eaté agosto de 2019. Hoje faz reportagens de rua para jornais locais da Globo Minas e para o JN.
 
Em Setembro de 2009, Isabela foi uma das entrevistadas para falar sobre os 40 anos do [[Jornal Nacional]], sendo a primeira repórter esportiva do Jornal. A entrevista foi no estúdio do JN no [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]].
Utilizador anónimo