Estádio Romário de Souza Faria

Romário de Souza Faria, também conhecido como Marrentão[2][3][4] ou Tamoio, é um estádio de futebol localizado em Xerém[5][6], quarto distrito de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

Romário de Souza Faria
Nomes
Nome Estádio Romário de Souza Faria
Apelido Marrentão, Tamoio
Características
Local Xerém, Duque de Caxias, Brasil
Gramado Grama natural (100 x 68 m)
Capacidade 3.334 especatadores[1]
Construção
Data 2007
Inauguração
Data 4 de outubro de 2007
Partida inaugural Duque de Caxias 1-1 Vasco
Primeiro gol Madson (Duque de Caxias)
Recordes
Público recorde 3.000 pagantes (6.000 presentes)
Data recorde 31 de agosto de 2008
Partida com mais público Duque de Caxias 2-0 América
Outras informações
Proprietário Prefeitura de Duque de Caxias
Administrador Duque de Caxias Futebol Clube

Seu nome é homenagem ao futebolista Romário, campeão mundial com a seleção brasileira na Copa do Mundo FIFA de 1994.

História editar

O estádio fazia parte do projeto da Prefeitura de Duque de Caxias para a reforma do Complexo Esportivo do Tamoio Futebol Clube (antigo nome do Duque de Caxias), em Xerém, passando a ser administrado pelo Duque de Caxias Futebol Clube, e é onde a equipe costumeiramente manda as suas partidas.

Foi reinaugurado, em outubro de 2007, com a partida entre o Duque de Caxias e o Vasco da Gama que terminou empatada em 1 a 1. A primeira partida oficial ocorreu em 30 de janeiro de 2008, quando o Cardoso Moreira venceu o Duque de Caxias por 2 a 1, em jogo válido pelo Campeonato Carioca.

Capacidade editar

A capacidade do estádio é de apenas três mil e trezentos torcedores. Com isso o Duque de Caxias não pôde mandar os seus jogos da Série B do campeonato brasileiro no estádio.

Em 2009, o Duque de Caxias mandou seus jogos em: Édson Passos, em Mesquita; Raulino de Oliveira, em Volta Redonda; Maracanã, no Rio de Janeiro; e, por fim, no Los Larios, em Xerém, quarto distrito de Duque de Caxias.

No ano de 2010, o Tricolor mandou três jogos no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda e, na sequencia da Série B 2010 mandou seus jogos no Engenhão, na cidade do Rio de Janeiro.

Ampliação editar

A diretoria do Duque de Caxias estudava a ampliação do estádio para a disputa de jogos importantes no local. Entretanto, o estádio sofre com outros problemas, como difícil acesso, falta de estacionamento para jogos de grande porte, e falta de cabines de imprensa, que deverão ser resolvidos para a disputa de jogos importantes no local.

Em 2012, houve pequenas reformas no Estádio, como melhorias no placar, no vestiário e no gramado, possibilitando que o Duque de Caxias disputasse o estadual em casa. O estádio foi regularizado pela CBF para o Campeonato Brasileiro de Futebol de 2012 - Série C. Houve também alterações nas cabines de Rádio e camarotes.

Referências editar