Estátua do jovem Mao Tsé-Tung

Estátua do jovem Mao Tsé-Tung da província de Human
Estátua do jovem Mao Tsé-Tung
História
Desenvolvedor
Governo provincial de Hunan
Período de construção
Pedra fundamental
Arquitetura
Material
Altura
32 metros
Comprimento
83 metros
Largura
41 metros
Localização
Localização
Coordenadas
Mapa

Estátua do jovem Mao Tsé-Tung (ou Mao Zedong, em chinês: 毛泽东青年艺术雕塑; também conhecida em inglês como Mao Zedong Youth Art Sculpture) é uma escultura colossal de granito erguida pelo governo da província de Hunan em Changsha, na China, entre 2007 e 2009. O monumento tem 32 metros de altura e representa a cabeça de Mao Tsé-Tung com os "cabelos ao vento". É baseada no visual de Mao por volta de 1925 (32 anos), quando ele compôs um poema sobre Changsha.[1][2] A estátua está mais especificamente na Ilha Laranja, no meio do rio Xiang.

Mao foi um líder comunista chinês, que teve participação direta na arquitetação e fundação da República Soviética da China e da República Popular da China, onde foi nomeado presidente em ambas das circunstâncias. Foi o líder da revolução chinesa.[3] O Governo Popular de Hunan começou a construí-lo em 2007 e foi concluído dois anos depois, em 2009. Foram necessárias mais de 800 toneladas de granito, extraídas de Fujian.[4]

História

editar

Mao Tsé-Tung nasceu em 26 de dezembro de 1893 na aldeia de Shaoshan, província de Hunan, que fica a 100 quilômetros a sudoeste de Changsha. Quando criança, Mao e seus amigos andavam pela Ilha Laranja e navegam pelo rio Xiang.[5][6] Em Changsha, Mao conheceu a Revolução Xinhai e, de 1913 a 1918, estudou na Escola Pedagógica No. 1 de Hunan, onde foi imbuído das ideias de filósofos e revolucionários.[7] Depois disso, ele foi para Pequim, viajou por todo o país por um longo tempo e finalmente se estabeleceu em Xangai. Devido às suas atividades no Partido Comunista e no Kuomintang, ele estava fisicamente e moralmente exausto e decidiu retornar a Shaoshan, onde mais tarde participou do treinamento militar e teórico do campesinato.[8]

Criação

editar

Em 2007, o Governo Popular da Província de Hunan, o Comitê do Partido Comunista da China e a administração da cidade de Changsha decidiram iniciar a construção do monumento, que exigiu mais de 8.000 blocos de granito com um peso total de 2.000 toneladas na província de Fujian. Cerca de 300 milhões de yuans (35 milhões de dólares) foram gastos na construção,[9] o que, de acordo com algumas fontes, causou insatisfação em certa parte da população chinesa.[1][3]

Xie Liwen, professor da Academia de Belas Artes de Guangzhou e que fez parte da equipe de criação, disse ao jornal Xiaoxiang Morning Herald que "nossa primeira preocupação era a exclusividade e o talento artístico". Liwen disse: "Esse design não é tão estranho assim. As estátuas de Mao que as pessoas costumam ver são principalmente dele em pé e acenando, ou então bastante formal e sério. Durante a criação desta estátua do Mao Tsé-Tung jovem, estávamos particularmente preocupados com a diferenciação de imagens passadas". Ele acrescentou que os designers esperavam "capturar o abandono expansivo do poema [Changsha]". No poema, o jovem Mao descreve a vista da Ilha Laranja (ou Ilha Jizu), no meio de um rio que atravessa Changsha, olhando a montanha Yuelu. A estátua está situada no mesmo local, mas está na direção errada.[2] A estátua também gerou polêmica com os moradores locais, primeiramente devido ao seu alto custo,[1][3] e segundo porque, Mao-Tsé-Tung quando escreveu o poema, descreveu as montanhas de Yeulu, que fica do lado oposto ao da cabeça de Mao.[2][3] "Nossa primeira preocupação foi a singularidade e o talento artístico", disse Xie Liwen.[10]

Huang Yanming, um morador de Changsha que pode ver a estátua de sua janela, disse ao jornal: "Veja como o jovem Mao era bonito!" Outros moradores disseram ao jornal que ficaram "surpresos" ao ver o Grande Timoneiro parecer "legal e elegante com cabelos compridos". Na internet chinesa, a opinião foi dividida. Alguns internautas elogiaram a "visão de longo prazo" do governo de Changsha, enquanto outros compararam a estátua à Esfinge.[2] Para obter um selo final de aprovação, a equipe conseguiu que a nora de Mao revisasse o projeto. "Shao Hua estava muito satisfeita com o design", disse Xie.[10]

Em 20 de dezembro de 2009, no 116º aniversário do nascimento da Mao, a estátua foi revelada. Em 3 de dezembro de 2013 a estátua passou por uma limpeza de um mês para as comemorações do 120º aniversário de Mao Tsé-Tung, que foram realizadas no dia 26 de dezembro.[11][12]

Descrição

editar

O monumento retrata o jovem Mao Tsé-Tung em 1925 com os cabelos ao vento. O comprimento do monumento esculpido em granito é de 83 metros, tem 32 metros de altura e 41 metros de largura e pesa duas mil toneladas. Um museu memorial que reflete as atividades revolucionárias de Mao e seus associados foi construído nos arredores da área de 3500 metros quadrados.[4]

Galeria

editar

Ver também

editar

Referências

  1. a b c «Giant Head of Mao Zedong». Atlas Obscura (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2019 
  2. a b c d Moore, Malcolm (3 de novembro de 2009). «New statue of Chairman Mao surprises China» (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2019 
  3. a b c d «A estátua do jovem Mao-Tsé-Tung». Magnus Mundi. 20 de julho de 2015. Consultado em 10 de julho de 2019 
  4. a b 网易 (10 de dezembro de 2009). «毛泽东青年艺术雕塑今日安装完毕». news.163.com (em chinês). Consultado em 10 de julho de 2019 
  5. «Changsha Orange Isle». 6 de agosto de 2012. Consultado em 10 de julho de 2019. Arquivado do original em 12 de março de 2014 
  6. «伟人伫立橘洲头 毛泽东雕像背后的故事_历史_凤凰网». news.ifeng.com. Consultado em 10 de julho de 2019 
  7. «Путешествие в землю аватаров». russian.people.com.cn. Consultado em 10 de julho de 2019 
  8. Schram 1966, pp. 82, 90-91
  9. «Статуя Мао Цзэдуна в Чанше». turizmy.net (em russo). Consultado em 10 de julho de 2019 
  10. a b Moore, Malcolm (3 de novembro de 2009). «A new face for Chairman Mao» (em inglês). Telegraph. Consultado em 10 de julho de 2019. Arquivado do original em 6 de novembro de 2009 
  11. Bandeirantes, Rádio e Tv. «A estátua gigante do líder comunista e fundador da República Popular Chinesa». band.uol.com.br (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2019 
  12. «В Чанша почистили скульптуру молодого Мао Цзэдуна _russian.china.org.cn». russian.china.org.cn. Consultado em 10 de julho de 2019