Estado Jabal al-Druze

   |- style="font-size: 85%;"
       | Erro::  valor não especificado para "continente"


Jabal al-Druze
Djebel Druze
جبل الدروز

Mandato da França

Flag of Kingdom of Syria (1920-03-08 to 1920-07-24).svg
1921 – 1936 Flag of Syria (1932–1958, 1961–1963).svg

Bandeira de Jabal al-Druze

Bandeira

Localização de Jabal al-Druze
Localização de Jabal al-Druze (azul turquesa em baixo) no Mandato para a Síria e o Líbano.
Capital Sueida
Língua oficial Francês
Árabe
Religião Cristianismo
Drusos
Islão Sunista
Governo Mandato da Liga das Nações
Governador
 • 1921-1923 Príncipe Salim Basha al-Atrash
 • 1925-1936 Tarit
Período histórico Período entreguerras
 • 1921 Estabelecido
 • 4 de Março de 1922 Renomeado de "Estado de Sueida"
 • 1927 Renomeado de "Jabal al-Druze"
 • 1936 Dissolução

Jabal al-Druze (em árabe: جبل الدروز, em francês: Djebel Druze) foi um estado autónomo no Mandato Francês da Síria de 1921 a 1936, projetado para funcionar como um governo para a população Drusa local sob supervisão francesa.

Mapa Geográfico de Jabal al-Druze



NomenclaturaEditar

Em 4 de Março de 1922, foi proclamado como o Estado de Sueida, em homenagem a sua capital Sueida, mas em 1927 foi renomeado como Jabal al-Druze ou Estado Jabal Druze . O nome vem da montanha Jabal al-Druze.

HistóriaEditar

 
Drusos celebrando a sua independência em 1925

O estado druso foi formado em 1 de maio de 1921, no antigo território Otomano, enquanto outros pequenos estados foram instalados em outras partes do mandato sírio (por exemplo, o Estado Alauíta na região de Lataquia). Jabal al-Druze era o lar de cerca de 50.000 drusos. Foi a primeira e continua sendo a única entidade autónoma a ser povoada e governada por drusos. A Revolução Síria de 1925 começou em Jabal al-Druze sob a liderança de Sultan al-Atrash, e rapidamente se espalhou para Damasco e outras áreas não-drusas fora da região de Jabal al-Druze. Os protestos contra a divisão do território sírio em pequenos estados foram um tema principal do nacionalismo anti-colonial sírio, que finalmente ganhou a vitória para reunir todo o território francês, excepto o Líbano (que se tornou independente) e Alexandreta, que foi anexada à Turquia como a província de Hatay.

Como resultado da pressão nacionalista síria, sob o Tratado Franco-Sírio de 1936, Jabal al-Druze deixou de existir como uma entidade autónoma e foi incorporada à Síria.

PopulaçãoEditar

Distribuição Geral da População no Estado de Jabal Druze de acordo com o censo Francês de 1921-22[1]
Religião Habitantes Percentagem
Druzos 43,000 84.8%
Cristãos 7,000 13.8%
Sunitas 700 1.4%
Total 50,700 100%
Arrete No. 1343 fronteiras do Estado de Jebel Druze, Março de 1922
Orgânica dos Estatutos do Estado de Jebel Druze 14 Maio de 1930

GovernadoresEditar

  • Amir Salim Pasha al-Atrash (1 de Maio, 1921 - 15 de Setembro, 1923)
  • Trenga (provisional) (Setembro 1923 - 6 de Março, 1924)
  • Gabriel Marie Victor Carbillet (6 de Março, 1924 - 14 de Outubro, 1925), provisório até 1 de Outubro, 1924
  • Sultan Pasha al-Atrash (18 de Julho, 1925 - 1 de Junho, 1927), chefe de estado; em dissidência
  • Charles Andréa (15 de Outubro, 1925–1927)
  • Marie Joseph Léon Augustin Henry (1927)
  • Abel Jean Ernest Clément-Grancourt (1927–1932)
  • Claude-Gabriel-Renaud Massiet (3 de Fevereiro, 1932 - 28 de Janeiro, 1934)
  • Justin-Antoine Devicq (1934–1935)
  • Pierre-Joseph-François Tarrit (1935 - 2 de Dezembro, 1936) [2]

Ver TambemEditar

Referências

  1. E.J. Brill's first encyclopaedia of Islam, 1913-1936, Volume 2, pagina 301
  2. Jabal Druze: Heads of State: 1921-1936

Ligações externasEditar

  • Syria em WorldStatesmen.org.
  • Map em unimaps.com.
  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.