Estandarte de Ur

O Estandarte de Ur
Painel de "guerra"
Material concha, calcário, lápis-lazúli, betume
Criado (a) 2600 a.C.
Descoberto (a) Cemitério Real
Exposto (a) atualmente mesopotâmia

O Estandarte de Ur (também conhecido como o "Estandarte da Batalha de Ur", ou o "Estandarte Real de Ur") é um artefato sumério escavado do que seria o cemitério real, na antiga cidade de Ur (localizada no atual Iraque ao sul de Bagdá). Ele possui três faixas horizontais que retratam o cotidiano do povo de Ur.[1]

HistóriaEditar

O artefato foi encontrado em um dos maiores túmulos reais de Ur, o túmulo PG 779, associado com Ur-Pabilsag, um rei que morreu por volta de 2550 a.C. Acredita-se que entre a data de 2600 - 2400 a.C. As escavações de Sir Leonard Woolley no Iraque em 1927 - 1928 descobriram o artefato no canto de uma câmara, encontrada perto do ombro de um homem que pode ter guardado-o em um poste. Por este motivo Woolley o interpretou como uma bandeira, dando ao objeto seu nome popular, apesar de investigações posteriores não terem conseguido confirmar tal.[1]

Especialistas comumente identificam os dois maiores painéis do artefato como representando de um lado cenas típicas da vida em momentos de paz, enquanto o outro representaria cenas de guerra. Na face que retrata a guerra, os frisos exibem campanhas militares com a subjugação de prisioneiros que são levados à presença do soberano. Na outra face, os tempos de paz permitem o cuidado com a agricultura, com a pecuária e a celebração entre os habitantes da cidade. No friso superior desse lado do artefato, durante o que parece ser um banquete, destacam-se um personagem tocando uma espécie de lira decorada com a cabeça de touro e outro que leva as mãos ao peito e parece cantar ou recitar. Ambos são observados pelo soberano, que se caracteriza por ser a maior figura do relevo.[2]

Referências

  1. a b The Standard of Ur, British Museum. Accessed 2010-12-05.
  2. COLLINS, Sarah (2015). The Standard of Ur. Londres: British Museum Press. p. 13 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre arqueologia ou arqueólogos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.