Abrir menu principal

Eu Odeio o Orkut

filme de 2011 dirigido por Evandro Berlesi
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Eu Odeio o Orkut
 Brasil
2011 •  cor •  129 min 
Direção Evandro Berlesi
Rodrigo Castelhano
Produção Evandro Berlesi
Roteiro Evandro Berlesi
Elenco Marcos Kligman
Evandro Berlesi
Luana Piovani
Júlio Rocha
Jairo Mattos
Direção de fotografia Rodrigo Castelhano
Edição Alfredo Barros
Companhia(s) produtora(s) Alvoroço Filmes, Phoenix Records
Distribuição Signature Pictures
Lançamento 31 de dezembro de 2011
Idioma português
Orçamento 30 mil reais

Eu Odeio o Orkut é um filme brasileiro de 2011 dirigido por Evandro Berlesi e Rodrigo Castelhano. A história gira em torno de Jader Bertola, um viciado em internet que resolve escrever um livro contando a sua trajetória até o chamado "offline do poço".[1]

O filme é uma adaptação do livro homônimo de Evandro Berlesi, lançado em 2007, e faz parte do projeto Alvoroço da produtora Alvoroço Filmes, realizado na cidade de Alvorada, no Rio Grande do Sul, que consiste em produzir filmes de baixo orçamento inteiramente alvoradenses, com equipe, elenco e trilha sonora local. Porém, mesmo assim, o filme contou com 3 participações especiais: Luana Piovani, Júlio Rocha e Jairo Mattos, que atua em São Paulo mas é natural de Alvorada.[1][2][3]

ElencoEditar

Equipe técnicaEditar

  • Evandro Berlesi - Roteiro, Produção e Direção
  • Rodrigo Castelhano - Direção e fotografia
  • Alexandre Leeh - Produção executiva
  • Jamaikah Santarén - Assistente de produção
  • Cristiano Lencina - Produção de elenco
  • Marcos Roberto Dihll - Produção de set
  • Felipe Chagas - Produção de set
  • J. A. Phoenix - Sound designer
  • Alfredo Barros - Montagem

RecepçãoEditar

Na crítica do Cinema em Erros consta: "O maior problema do filme, sem dúvida, é a falta de ritmo: extremamente episódico (...) Eu Odeio o Orkut é exageradamente longo, criando diversas oportunidades de distração ao longo de seus intermináveis 129 minutos. Além disso, o longa já nasce datado, uma vez que a popularidade do Orkut acumula anos de severa decadência. Já as discussões a respeito do mau uso de redes sociais, apesar de certeiras, são rasas e redundantes, jamais conseguindo propor reflexões que o espectador não consiga fazer por conta própria."[4] No entanto, o filme é um sucesso de público no Youtube, acumulando mais de 6 milhões de visualizações em suas diversas postagens.

ProduçãoEditar

O filme foi realizado com o dinheiro dos próprios diretores e ninguém do elenco recebeu cachê. Calcula-se que o orçamento total não passe de 30 mil reais. Eu Odeio o Orkut foi o segundo longa-metragem gravado pelo projeto Alvoroço Filmes. O primeiro foi Dá um tempo! (2008) e o terceiro foi Eu odeio o Big Bróder (2013). Devido ao atraso da montagem do filme, que se arrastou por quase 1 ano, o longa foi lançado após a "febre" do Orkut no Brasil. A modelo Jéssica Amaral foi capa da revista Playboy após sua participação no filme, em fevereiro de 2012. O filme faz parte da programação do canal Cine Brasil TV desde outubro de 2014.


Referências

  1. a b Rodrigues, Stella (9 de setembro de 2011). «Guia de DVD - Eu Odeio o Orkut». Rolling Stone 
  2. «Luana Piovani agita fãs em Alvorada durante filmagens». Zero Hora. 17 de dezembro de 2009 
  3. «Eu Odeio o Orkut». Cinema sem Erros. 5 de novembro de 2012 
  4. «Eu Odeio o Orkut». www.cinemasemerros.com.br. 12 de novembro de 2012. Consultado em 14 de outubro de 2016