Eugenio Garin

Eugenio Garin
Nascimento 9 de maio de 1909
Rieti
Morte 29 de dezembro de 2004 (95 anos)
Florença
Cidadania Itália, Reino de Itália
Alma mater Universidade de Florença
Ocupação filósofo, professor universitário, historiador da filosofia
Prêmios Prêmio Internacional Viareggio-Versilia
Empregador Universidade de Florença, Escola Normal Superior de Pisa, Universidade de Cagliari

Eugenio Garin (Rieti, 9 de maio de 1909 - Florença, 29 de dezembro de 2004) foi um historiador, filólogo e filósofo italiano internacionalmente reconhecido por seus estudos sobre a história cultural da Renascença.[1] Garin estudou filosofia na Universidade de Florença, graduando-se em 1929. Após ser professor de filosofia no licei scientifici di Palermo e na Universidade de Cagliari, Garin lecionou a partir de 1949 na Universidade de Florença, onde, então, construiu a sua trajetória acadêmica voltada para a cultura filosófica do medievo e da Renascença.[2]

PublicaçõesEditar

  • Giovanni Pico della Mirandola (1937);
  • Il Rinascimento italiano (1941);
  • L'Umanesimo italiano (1952);
  • Medioevo e rinascimento (1954);
  • Cronache di filosofia italiana (1900-1943) (1955);
  • L'educazione in Europa 1400-1600 (1957);
  • La filosofia come sapere storico (1959);
  • La cultura italiana tra Ottocento e Novecento (1962);
  • Scienza e vita civile nel Rinascimento italiano (1965);
  • Ritratti di umanisti (Firenze: Sansoni 1967);
  • Dal Rinascimento all'Illuminismo, (1970);
  • Intellettuali italiani del XX secolo, (1974);
  • Rinascite e rivoluzioni (1975);
  • Lo zodiaco della vita, (1976);
  • Filosofia e scienze nel Novecento, (1978);
  • Tra due secoli (1983);
  • Ermetismo del Rinascimento (1988);
  • Umanisti artisti scienziati. Studi sul Rinascimento italiano (1989);
  • Gli editori italiani tra Ottocento e Novecento (1991);

Ligação externaEditar

Referências

  1. Página sobre Garin (em inglês) - Acesso em 27 de fevereiro de 2011.
  2. Sobre Garin (em espanhol) - Acesso em 27 de fevereiro de 2011.