Abrir menu principal

Excess Baggage (1997)

filme de 1997 dirigido por Marco Brambilla
Excess Baggage
Bagagem Explosiva (PRT)
Excesso de Bagagem (BRA)
Pôster promocional
 Estados Unidos
1997 •  cor •  98 min 
Direção Marco Brambilla
Produção Bill Borden
Carolyn Kessler
Alicia Silverstone (não creditada)
Roteiro Max D. Adams (história)
Dick Clement
Ian La Frenais
Elenco Alicia Silverstone
Benicio del Toro
Christopher Walken
Jack Thompson
Nicholas Turturro
Harry Connick Jr.
Gênero comédia romântica
filme de estrada
Música John Lurie
Cinematografia Jean-Yves Escoffier
Edição Stephen Rivkin
Companhia(s) produtora(s) First Kiss
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 29 de agosto de 1997
Brasil 21 de novembro de 1997
Portugal 16 de setembro de 1998 (vídeo premiere)
Idioma inglês
Orçamento US$20 milhões
Receita US$14,515,490[1]
Página no IMDb (em inglês)

Excess Baggage (Excesso de Bagagem BRA ou Bagagem Explosiva PRT) é um filme de estrada de comédia romântica de 1997 escrita por Max D. Adams, Dick Clement e Ian La Frenais, e dirigido por Marco Brambilla sobre uma jovem negligenciada que encena o seu próprio sequestro para chamar a atenção de seu pai, apenas para ser realmente seqüestrada por um ladrão de carros. O filme é estrelado por Alicia Silverstone (que também é a produtora do filme sem créditos), Benicio del Toro, e Christopher Walken.

SinopseEditar

Emily Hope (Alicia Silverstone) encena o seu próprio sequestro para chamar a atenção de seu pai. Ela coloca-se em porta-malas de seu próprio carro (um BMW E31), coloca fitas em suas pernas e boca, algema suas mãos e chama a polícia para que eles possam vir "resgatar" a ela. Mas então, inesperadamente, um ladrão de carros chamado Vincent Roche (Benicio del Toro) rouba o carro com ela dentro. De repente, Emily encontra-se, na verdade, seqüestrada, somente o seqüestrador não sabe o que fazer com ela. Christopher Walken aparece como tio de Emily, Ray, Jack Thompson como o pai de Emily, e Harry Connick, Jr., como Greg, parceiro de roubo de carros de Vincent.

ElencoEditar

  • Alicia Silverstone como Emily Hope, uma menina rica com uma faixa preta em caratê e uma tendência para o problema. Fica estabelecido que ela queimou sua biblioteca da escola, talvez para chamar a atenção de seu pai quando ela era mais jovem. Sua relação com o pai é bastante fria, mas ela tem uma sólida amizade com seu tio Ray e constrói uma com Vincent depois que ele acidentalmente sequestra-la.
  • Benicio del Toro como Vincent Roche, um ladrão de carros bem sucedido e experiente, que se apoia em seu trabalho. Ele é conhecido como "um ladrão inocente" que acontece de roubar o carro com Emily no porta-malas. Após isso toda a sua vida é virada de cabeça para baixo como ele se vê implicado em vários esquemas e se torna dependente de sua "refém" para sobreviver.
  • Christopher Walken como Raymond "Tio Ray" Perkins, o tio de Emily que se preocupa com seu bem-estar muito mais do que o próprio pai de Emily. Ele também suspeita de que esta situação de sequestro não é um seqüestro real e pode ser um dos "jogos" de Emily para obter alguma atenção que muito ansiava de seu pai. Seu primeiro encontro com Vincent é bastante hostil, mas os dois, eventualmente, formar uma camaradagem.
  • Jack Thompson como Alexander T. Hope, o pai de Emily e um empresário muito rico e bem sucedido. Ele também dá pouca ou nenhuma atenção à sua filha, o que muitas vezes leva à sua realização de tais acrobacias ultrajantes para chamar-lhe a atenção como queimar sua biblioteca da escola ou encenar seu próprio seqüestro, estes tendem a sair pela culatra como o mais esforço que ela investe na tentativa de levá-lo a prestar atenção nela, a menos que ele pague o resgate. É sugerido que os seus negócios podem ser de corrupção.
  • Harry Connick, Jr. como Greg Kistler, parceiro de crime de Vincent, mas parece que Vincent faz a maioria do trabalho. Eles roubam carros e vendê-los a pessoas como Gus e Stick, que acabou por cair-los em apuros quando sua operação falha e Vincent entra em fuga.
  • Nicholas Turturro e Michael Bowen como Stick e Gus, dois bandidos que tiveram transações comerciais com Vicente e Greg, mas acabaram se voltando contra eles.
  • Leland Orser e Robert Wisden como Detetives Bernaby e Sims, dois detetives que estão investigando "seqüestro" de Emily.
  • Sally Kirkland como Louise Doucette, uma bartender/garçonete em um café perto da casa de Vicent. Ray obtém informações sobre Vincent dela durante sua investigação sobre o sequestro. Ela só aparece em duas cenas.

O filme tem as aparições do dublador e ator David Kaye, April Telek e Matthew Robert Kelly, todos eles sem créditos.

ProduçãoEditar

Este foi o primeiro filme produzido por Alicia Silverstone (sem créditos) e sua produtora First Kiss e foi filmado em Vancouver e Victoria, na Colúmbia Britânica. A jaqueta de couro amarelo usado pela personagem de Silverstone foi vendido para o ator/comediante stand-up Paul Rawson por $890 dólares. A jaqueta também veio com calça de camurça pretos de Silverstone e cópia da camiseta batom.[2] Silverstone foi nomeada para o Framboesa de Ouro de Pior Atriz mas perdeu para Demi Moore por G.I. Jane.[3]

ElencoEditar

Benicio del Toro foi escolhido a dedo para o papel pela produtora Silverstone depois que ela já tinha visto The Usual Suspects (1995). Também é relatado que Silverstone e del Toro namoraram por volta da época das filmagens.[4] Del Toro foi nomeado para o ALMA Award para Melhor Performance Individual em um papel Crossover em um longa-metragem.[3]

Christopher Walken já trabalhou com del Toro em dois outros filmes, Basquiat (1996) e The Funeral (1996). Ele viria a estrelar Blast from the Past (1999) com Silverstone dois anos depois. "Eu não sei por que todo mundo acha que ele é tão louco," Silverstone observou. "Acho que ele parece tão adorável. Acho que talvez eu era sua mãe em uma vida passada ou algo assim."[5] Del Toro afirmou que o melhor conselho que ele já tenha sido dado a respeito de atuação veio de Walken: "Quando você está em uma cena e você não sabe o que vai fazer, não faça nada."[5]

RecepçãoEditar

Excess Baggage estreou mal na sua semana de estréia.[6] Até o final de sua temporada, ele só tinha arrecadado $14,515,490 baseado num orçamento de $20 milhões.

O filme recebeu respostas negativas na maior parte dos críticos e detém actualmente uma classificação de 32% 'podre' no Rotten Tomatoes.[7] Clint Morris notara que "é bem-vindo depois de um tempo, mas os fãs de Silverstone ainda estarão no céu - ela é tão bonita como sempre, e tão legal como sempre". Roger Ebert dera ao filme uma crítica positiva, e mencionou que Alicia Silverstone foi "maravilhosa" em Clueless e o filme foi tão divertido que nenhum qualquer acompanhamento poderia satisfazer o público. Ebert mencionou Silverstone é "bem" no filme, mas "não mais do que bem", como ele achava que ela era má distribuida no elenco.[8] James Berardinelli elogiou o elenco, mas encontrou o script "frustrantemente comum e sem ambição".[9] Muitos críticos têm elogiado desempenho de Benicio del Toro. Del Toro ganhou uma indicação ao ALMA Award por sua atuação.

Referências

  1. «Excess Baggage (1997)». Box Office Mojo. 26 de setembro de 1997. Consultado em 9 de outubro de 2010 
  2. Trivia for Excess Baggage
  3. a b Excess Baggage awards list
  4. «AliciaSilverstone at». Hollywood.com. Consultado em 9 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 5 de setembro de 2012 
  5. a b «Celeb Quotes & Stories». Consultado em 7 de maio de 2006. Arquivado do original em 7 de maio de 2006 
  6. «G.I. Jane' Proves Its Mettle in Second Week at Box Office». The Los Angeles Times. Consultado em 27 de dezembro de 2010 
  7. Excess Baggage (em inglês) no Rotten Tomatoes
  8. Excess Baggage - Roger Ebert review
  9. Reelviews review

Ligações externasEditar