Feng shui

orientação pelo hemisfério sul

O feng shui (em chinês: 風水), também conhecido como geomancia chinesa, é uma prática pseudocientífica originária da China antiga.[1][2][3]

Uma bússola de feng shui, chamada luopan
Feng shui
Nome chinês
Chinês tradicional: 風水
Chinês simplificado: 风水
Significado literal "wind-water"
Em filipino
Tagalo: Pungsóy, Punsóy
Em japonês
Kanji: 風水
Hiragana: ふうすい
Em coreano
Hangul: 풍수
Hanja: 風水
Em tailandês
Tailandês: ฮวงจุ้ย (Huang chui)
Em vietnamita
Vietnamita: phong thủy

Alega usar forças energéticas para harmonizar os indivíduos com o ambiente ao seu redor. O termo feng shui se traduz literalmente como "vento-água". Esta é uma apropriação cultural retirada do agora perdido Livro do Enterro [en] registrado nos comentários de Guo Pu [en].[4][5]

O Feng Shui é uma das Cinco Artes da Metafísica Chinesa, classificada como fisiognomia (observação das aparências através de fórmulas e cálculos). A prática do feng shui discute a arquitetura em termos de "forças invisíveis" que unem o universo, a terra e a humanidade, conhecidas como qi.[6]

Historicamente o feng shui era amplamente utilizado para orientar edifícios - geralmente estruturas espiritualmente significativas, como túmulos, mas também residências e outras estruturas. Dependendo do estilo particular de feng shui que está sendo usado, um local auspicioso pode ser determinado em relação a características locais como corpos d'água, estrelas ou através do uso de uma bússola.[7][8][5]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Vyse, Stuart (2020). «Superstition and Real Estate». Skeptical Inquirer. 44 (3): 26–28 
  2. Matthews, Michael R. (2018). «Feng Shui: Educational Responsibilities and Opportunities». In: Matthews, Michael R. History, Philosophy and Science Teaching: New Perspectives. Col: Science: Philosophy, History and Education. Cham, Switzerland: Springer. 31 páginas. ISBN 978-3-319-62616-1 
  3. Matthews, Michael R. (2019). Feng shui: teaching about science and pseudoscience. Cham, Switzerland: Springer. ISBN 978-3-030-18822-1. OCLC 1109957069 
  4. «The Zangshu, or Book of Burial, translated by Stephen L Field, Phd.». Professor Field's Fengshui Gate. Consultado em 31 de julho de 2020. Cópia arquivada em 21 de maio de 2020 
  5. a b Magli, Giulio (2020). Sacred Landscapes of Imperial China: Astronomy, Feng Shui, and the Mandate of Heaven. [S.l.]: Springer Nature. ISBN 978-3-030-49324-0 
  6. «Feng Shui». Institute of Feng Shui. Consultado em 15 de maio de 2011. Arquivado do original em 13 de julho de 2011 
  7. Carroll, Robert T. «feng shui». The Skeptic's Dictionary. Consultado em 14 de maio de 2012 
  8. Wallace H. Campbell. Earth Magnetism: A Guided Tour Through Magnetic Fields. Academic Press, 2001. p. 2 "Written records show that a Chinese compass, Si Nan, had already been fabricated between 300 and 200 BE and used for the alignment of constructions to be magically harmonious with the natural Earth forces.

BibliografiaEditar

Leituras complementaresEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Feng shui


  Este artigo sobre a China é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.