Fernanda Pessoa (cineasta)


Fernanda Pessoa (São Paulo, Brasil) é uma cineasta e artista visual brasileira, que trabalha principalmente com documentário, cinema experimental e videoinstalações.

Fernanda Pessoa
Nascimento
São Paulo, SP, Brasil
Nacionalidade brasileira
Educação Doutoranda na ECA/USP
Mestrado em Cinema e Audiovisual na Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3
Ocupação cineasta, artista visual
Atividade 2014–presente
Página oficial

BiografiaEditar

Fernanda Pessoa é uma cineasta e artista visual brasileira, que trabalha principalmente com documentário, cinema experimental e videoinstalações. Doutoranda na ECA/USP com pesquisa sobre o cinema experimental feito por mulheres na América Latina, mestre em Audiovisual na Sorbonne Nouvelle, sob orientação de Philippe Dubois.

Em 2017, lançou seu primeiro longa-metragem documental, Histórias que nosso cinema (não) contava,[1] exibido e premiado em diversos festivais internacionais. Seu segundo longa documental, Zona Árida[2] recebeu Menção Honrosa no Dok Leipzig. Participou da Berlinale Talents 2019. Seus trabalhos passaram em festivais como IDFA, RIDM, DOC NYC, DocLisboa, Festival du Nouveau Cinéma, Cinélatino Toulouse, Mostra de Tiradentes, Festival de Brasília, e em instituições como BIENALSUR, REDCAT/CalArts, IMS - Instituto Moreira Salles, MIS-SP, Paço das Artes, entre outros.

Hoje, trabalha no projeto de documentário experimental “Vai e Vem”, financiado pelo fundo Visions Sud Est e selecionado para  o Sheffield Doc Arts Talent Market, para o Arché/DocLisboa e para o Ji.hlava New Visions Forum, além de finalizar a videoarte “A ordem reina”, premiada no Edital de Videoarte da FUNDAJ.

FilmografiaEditar

Ano Título Notas
2020 Igual/Diferente/Ambas/Nenhuma
2019 Zona Árida [3][4][5][6]
2017 Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava [7][8][9][10]
2015 Berlim 1989
2014 Ensaio Aberto Brasil (co-direção)
2013 Femmes De Ménage

PremiaçõesEditar

Ano Festival Prêmio Obra
2021 Festival Satyricine Bijou Menção Honrosa Zona Árida
2021 Short Waves Festival 2º Prêmio na Competição Internacional Igual/Diferente/Ambas/Nenhuma
2019 DOK Leipzig Sessão Next Masters (Menção Honrosa) Zona Árida
2018 Doculab Guadalajara Prêmio Cinecolor Zona Árida
2018 DocMontevideo Prêmio ChileDoc Zona Árida
2018 Cine La Orquidea “En Marcha” Menção Honrosa Zona Árida
2018 24º Prêmio Guarani Melhor Documentário

Melhor Montagem

Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava
2018 Femcine 8 Menção Honrosa na Competição internacional Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava
2017 Festival de Cine Lima Independiente Menção Honrosa na Competitiva Iberoamérica Ahora Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava
2017 Semana (ex-Semana dos Realizadores) Melhor Filme pelo Júri da Crítica

Prêmio IndieLisboa

Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava
2017 Festival Internacional Pachamama Cinema de Fronteira Melhor Filme Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava
2017 Festival de Caruaru Melhor Roteiro Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava
2014 Festival Cinema de Frontera, Espanha Segundo melhor curta Femmes De Ménage

Referências

  1. «Histórias que nosso cinema não contava — Fernanda Pessoa». pessoafernanda.com (em inglês). Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  2. «Zona Arida — Fernanda Pessoa». pessoafernanda.com (em inglês). Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  3. «Zona Árida | Entrevista exclusiva à realizadora Fernanda Pessoa». MHD. 7 de julho de 2021. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  4. «Matheus Pichonelli - Cidade mais conservadora dos EUA é tema de documentário de brasileira». matheuspichonelli.blogosfera.uol.com.br. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  5. «Película "Zona Árida" | Entrevista a Fernanda Pessoa | Cinestel» (em espanhol). Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  6. «Histórias que uma menina não sabia». Carta Maior. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  7. «Crítica: Documentário vislumbra rica história do Brasil no período ditatorial». Folha de S.Paulo. 23 de agosto de 2018. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  8. Lubliner, Ciro (29 de março de 2021). «Revisitar para Revirar: três atos de recriação transgressora em Histórias que nosso cinema (não) contava, de Fernanda Pessoa». DOC On-line (29). ISSN 1646-477X. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  9. ««Histórias que nosso Cinema (não) Contava» por Aníbal Santiago». C7nema.net. 24 de outubro de 2017. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  10. Solomon, Stefan. «Of Mechanisms and Machines: Brazil's New New Cinema – Senses of Cinema» (em inglês). Consultado em 7 de fevereiro de 2022 

Ligações externasEditar