Abrir menu principal

Fernando José Lobo da Silveira Quaresma

Fernando José Lobo da Silveira Quaresma
Cidadania Portugal
Ocupação líder militar
Prêmios Comendador da Ordem de Cristo, Comendador da Ordem de Santiago da Espada

Fernando José Lobo da Silveira Quaresma (21 de novembro de 1727 - 19 de abril de 1778), Gentil-homem da câmara do rei D. José; marechal de campo[1] e tenente-general do exército e comandante do Regimento de Cavalaria de Alcântara; comendador de São Salvador de Santarém e de Nossa Senhora da Represa, da Ordem de São Tiago; de São Martinho de Ruivães, e de São Tiago de Adeganha na Ordem de Cristo; senhor, por mercê régia, da quinta e reguengo dos Calvos no Concelho de Lafões.

O título foi confirmado no 2.º marquês de Alvito, e declarados os títulos de barão de Alvito e conde de Alvito, de juro e herdade, na forma da lei mental, com dispensa dela no que necessário for, pelo decreto de 13 de maio e carta de 11 de Junho de 1788. Sucedeu na casa de seu pai em 1 de Junho de 1773.

Dados genealógicosEditar

Era filho de D. José António Francisco Lobo da Silveira Quaresma, 1.º marquês de Alvito, 3.º conde de Oriola, 10.º barão de Alvito, 14.º senhor de Alvito, e de D. Teresa de Assis Mascarenhas, dama camarista, filha dos 2.os condes de Óbidos.

Casou em primeiras núpcias, a 18 de Fevereiro de 1753, com D. Ana Xavier de Assis Mascarenhas, sua prima, dama da rainha D. Maria Ana Vitória, filha dos 3.os condes de Óbidos, a qual faleceu em Julho de 1757.

Tiveram:

Casou a segundas núpcias, a 21 de Dezembro de 1777, com D. Maria Bárbara de Meneses, filha de D. José de Meneses e Távora da Silveira e Castro, gentil-homem da câmara do rei D. José e da rainha D. Maria I, senhor dos morgados de Caparica e Patameira; comendador de Santa Maria de Valada, da Ordem de Cristo, governador da Torre Velha, e de sua mulher a condessa de Rapach, D. Luísa Gonzaga de Rapach, natural de Viena de Áustria.

Tiveram:

Referências

Ligações externasEditar