Abrir menu principal

Força Nacional de Apoio Técnico de Emergência

A Força Nacional de Apoio Técnico de Emergência,[1] por vezes denominada Força Nacional contra Desastres Naturais,[2] é um organismo interministerial brasileiro para prevenção de desastres naturais e reconstrução de municípios atingidos.[3] A intenção é que um grupo de cinquenta técnicos — 35 geólogos e 15 hidrólogos — trabalhe de modo complementar ao Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).[4]

Força Nacional de Apoio Técnico de Emergência

Organização
Atribuições Prevenção de desastres naturais¹
Reconstrução de municípios atingidos
Dependência Governo do Brasil
Ministério do Desenvolvimento Nacional
Ministério da Justiça
Número de funcionários 50
Localização
Jurisdição territorial  Brasil
Histórico
Criação 2012
Notas de rodapé
¹Trabalho em coordenação com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais

Esta Força Nacional teve sua criação determinada pela ex Presidente da República Dilma Rousseff, sendo anunciada em 9 de janeiro de 2012 pelo Ministro da Integração Fernando Bezerra, em coletiva à imprensa no Palácio do Planalto, na Capital Federal.[5]

Uma força-tarefa de 50 especialistas que serão alocados nas regiões de mais alto risco [que estão], neste primeiro momento, nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo.[6]
 
Ministro da Integração Fernando Bezerra, 9 de janeiro de 2012..

O anúncio foi feito em meio a grandes enchentes no Centro-Sul do Brasil, em especial nos estados do Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Tais eventos foram alvo de grande cobertura da mídia nacional. Na ocasião, 2,5 milhões de brasileiros já haviam sido afetados pelas chuvas de verão.[7]

Ver tambémEditar

Referências