Forte de Almada

Forte de Almada
Forte de almada (6).jpg
Forte de Almada, Portugal
Mapa de Portugal - Distritos plain.png
Construção ()
Estilo
Conservação
Homologação
(IGESPAR)
N/D
Aberto ao público

O Forte de Almada localiza-se na freguesia e concelho de Almada, distrito de Setúbal, em Portugal.

HistóriaEditar

Esta fortificação marítima foi erguida para complemento da defesa da capital, na margem sul da barra do rio Tejo.

No século XIX integrava o sistema defensivo de Lisboa, coordenando as diversas baterias da linha de defesa na margem sul do Tejo.

No contexto da revolta de 26 de agosto de 1931, o aviador revolucionário José Manuel Sarmento de Beires (que com António Jacinto de Silva Brito Paes tinham efetuado o Raid Aéreo Lisboa-Macau em 2 de abril de 1924) descolando da Base Aérea de Alverca, tentou bombardear o forte mas falhou o alvo, tendo a bomba caído num largo da vila (hoje Almada Velha) causando a morte de três pessoas e muitos feridos,[1] entre os quais dezenas de crianças que ali brincavam com papagaios de papel. Atualmente esse logradouro tem a designação de Largo das Vitimas de 26 de Agosto de 1931, e nele se encontra gravado, num muro, o testemunho desse trágico evento, assim como o número de vitimas causadas.

À época da Segunda Guerra Mundial recebeu artilharia.

Nos nossos dias encontra-se ocupada pela Brigada nº 2 - Grupo Territorial de Almada, da Guarda Nacional Republicana

Referências

  1. Almada Velha, uma visita guiada! p. 6-7. Consultado em 22 jan 2012.

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre uma fortaleza é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.