Abrir menu principal

Frances Sidney, Condessa de Sussex

Frances
A condessa pintada entre 1570 e 1575 por Steven van der Meulen, parte da coleção do Sidney Sussex College.
Condessa de Sussex
Reinado 17 de fevereiro de 15579 de junho de 1589
 
Cônjuge Thomas Radclyffe, 3.° Conde de Sussex
Nascimento 1531
Morte 9 de março de 1589 (58 anos)
Enterro Capela de São Paulo, Abadia de Westminster, Londres, Inglaterra
  15 de abril de 1685
Pai Sir William Sidney
Mãe Anne Pakenham

Frances Radclyffe, Condessa de Sussex (nascida Frances Sidney; 15319 de março de 1589)[1][2] foi uma nobre britânica. Ela foi condessa de Sussex pelo seu casamento com Thomas Radclyffe, 3.° Conde de Sussex. Também é conhecida por ser a fundadora do Sidney Sussex College, na Universidade de Cambridge.

FamíliaEditar

Frances foi uma das filhas de Sir William Sidney de Penshurst Place, um cortesão importante durante o reinado de Henrique VIII de Inglaterra, e de Anne Pakenham. Os seus avós paternos eram Nicholas Sidney e Anne Brandon. Os seus avós maternos eram Sir Hugh Pakenham e Margaret Bramshott. Sua avó materna era irmã de William Brandon, porta-bandeira de Henrique Tudor durante a Batalha de Bosworth Field, e pai de Carlos Brandon, 1.º Duque de Suffolk, marido da princesa Maria Tudor.

Ela teve quatro irmãos que eram: Lucy, esposa de Sir James Harington; Agnes, espoa de Sir William FitzWilliam; Sir Henry Sydney, Lorde Deputy da Irlanda, marido de Mary Dudley, e Mary, esposa de William Dormer.

Ela foi a tia paterna do poeta Sir Philip Sidney.

BiografiaEditar

Ela era dama de companhia e amiga da princesa Isabel,[3] filha de Henrique VIII de Inglaterra, e posteriomente, Frances ocupou a posição de Senhora da Câmara quando ela ascendeu ao trono como a rainha Isabel I de Inglaterra.

Frances casou-se com Thomas Radclyffe, Visconde FitzWalter, antes de 29 de abril de 1555, como sua segunda esposa, em Hampton Court.[3] Ele era filho de Henry Radclyffe, 2.° Conde de Sussex e de Elizabeth Howard. Sua primeira esposa foi Elizabeth Wriothesley

O casal não teve filhos. Na corte real, ela foi conselheira e patrona da literatura e música. [4]

Em 1556, Thomas foi apontado Lorde Deputy da Irlanda. Após a ascensão do marido, Frances tornou-se condessa de Sussex, em 17 de fevereiro de 1557.

No natal de 1557, o casal estava na corte, em posição favorável em relação a rainha Maria I de Inglaterra. Durante o reinado da irmã de Isabel, os Sussex participaram de um plano para tirar a princesa do país. [3]

Em setembro de 1565, a condessa ajudou a escoltar a princesa Cecília da Suécia de volta ao seu país.[3] Em 1571, ela contraiu varíola em Berwick. [3]

Mais tarde, a condessa viveu em Bermondsey House, próximo ao Palácio de Greenwich, onde entreteve a rainha por duas vezes, em 1571. [3] Quando morou em New Hall, em Boreham, em Essex, seus vizinhos era a família Mildmay, fundadores do protestante Emannuel College, parte da Universidade de Cambridge. [4]

Quando seu marido faleceu em 9 de junho de 1589, ele lhe deixou uma grande quantia em dinheiro.[2] Viúva, ela continuou a patrocinar a companhia de atores de Thomas, agora renomeada Countess of Sussex’s Men. [3]

Frances morreu em 9 de março de 1598, e foi enterrada na Capela de São Paulo, na Abadia de Westminster, em 15 de abril.[2]

No seu testamento, Frances deixou a quantia de £5.000 além de alguns pratos, para a fundação de uma faculdade em Cambridge, que deveria receber o nome de Lady Frances Sidney Sussex College. A instituição, que a condessa queria que fosse puritana, foi fundada no dia de São Valentim em 1596, graças aos esforços de seus executores, Sir John Harington e Henry Grey, 6.° Conde de Kent, supervisionados por John Whitgift, arcebispo da Cantuária. [4]

Referências

  1. «The Peerage». thepeerage.com 
  2. a b c «Westminster Abbey». westminster-abbey.org 
  3. a b c d e f g «Tudor Place». tudorplace.com.ar 
  4. a b c «Who was Lady Sidney Sussex?». patrickcomerford.com