Abrir menu principal
Franciela Krasucki
Atletismo
Modalidade 100 m
Nascimento 26 de abril de 1988 (31 anos)
Valinhos, Brasil
Nacionalidade Brasil brasileira
Clube Esporte Clube Pinheiros
Medalhas
Jogos Pan-Americanos
Ouro Guadalajara 2011 4x100 m

Franciela das Graças Krasucki (Valinhos, 26 de abril de 1988) é uma atleta brasileira especializada em provas de velocidade.

CarreiraEditar

Integrou a delegação que disputou os Jogos Pan-Americanos de 2011, em Guadalajara, no México,[1] onde conquistou a medalha de ouro com o revezamento 4x100 metros ao lado de Rosângela Santos, Vanda Gomes e Ana Cláudia Lemos.[2]

Nos Jogos de Londres 2012, esteve na equipe brasileira do revezamento 4x100m rasos feminino, composto por ela, Ana Cláudia Lemos, Evelyn dos Santos e Rosângela Santos, que quebrou o recorde sul-americano nas eliminatórias da prova, com o tempo de 42s55, se classificando à final em sexto lugar.[3] Na final, fizeram o tempo de 42s91, terminando em sétimo lugar.[4]

Em julho de 2013, ganhou duas medalhas de prata nos 100 e 200 m no Meeting de Lucerna, na Suiça, como preparação para integrar o revezamento no Campeonato Mundial de Atletismo de Moscou, no mês seguinte.[5] Em Moscou 2013, o mesmo revezamento dos Jogos Olímpicos no ano anterior – Franciela, Ana, Rosângela e Evelyn – quebrou o recorde sul-americano na semifinal dos 4x100m femininos, com a marca de 42s29.[4] Porém, sem uma explicação oficial, a comissão técnica da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAT) realizou uma mudança de atleta para a final, colocando Vanda Gomes no lugar de Rosângela Santos, para fechar a prova. Na final, o Brasil vinha em segundo lugar, quase empatado com a Jamaica e com grande possibilidade de ganhar a medalha de prata, e quebrar novamente o recorde sul-americano quando, na última troca de bastão, entre Franciela e Vanda Gomes, Vanda acabou deixando o mesmo cair, desclassificando o Brasil.[6]

Em abril de 2014, em São Paulo, Franciela tornou-se a segunda brasileira a correr, não-oficialmente, os 100 m rasos em menos de 11s, marcando 10s99 para a distância. O tempo não foi, porém, oficializado, porque assim como nos 10s93 de Ana Cláudia Lemos em 2013, o vento favorável estava acima do permitido pelas regras da IAAF.[7] Em fevereiro, já havia derrubado o recorde sul-americano dos 60 m em pista coberta, que pertencia desde março de 1981, quase 33 anos antes, a outra brasileira, Esmeralda Garcia, com 7s19 em São Caetano do Sul, na primeira vez na vida que correu esta distância e que disputou um torneio indoor.[8]

Na Rio 2016, participou do revezamento 4x100 m brasileiro que acabou desclassificado por conta de uma obstrução feita sobre a equipe dos Estados Unidos durante a disputa das eliminatórias.[9] Em 2017, no Campeonato Mundial de Atletismo disputado em Londres, integrou o revezamento 4x100 m que ficou em 7º lugar na final da prova.[10]

Vida pessoalEditar

Franciela Krasucki é casada desde 2012 com o meio-fundista Kléberson Davide, especialista nos 800 metros.[11]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «CBAt convoca 62 atletas para o PAN 2011 em outubro no México». CBAt. Consultado em 16 de abril de 2014 
  2. «Brasileiras batem recorde nacional e vencem revezamento 4x100». Terra. 28 de outubro de 2011. Consultado em 31 de outubro de 2011 
  3. «Brasileiras estão na final do revezamento 4x100m». globoesporte.com. Consultado em 16 de abril de 2014 
  4. a b Com recorde sul-americano, Brasil vai à final do revezamento 4x100 m
  5. «Atletismo: Franciela Krasucki ganha duas medalhas de prata no Meeting de Lucerna». COB. Consultado em 16 de abril de 2014 
  6. «Brasil erra passagem, bastão cai, e país dá adeus ao Mundial sem pódio». globoesporte.com. Consultado em 16 de abril de 2014 
  7. Romanelli, Amanda. «Franciela Krasucki voa no início de 'ano meio morto'». O Estado de S. Paulo. Consultado em 16 de abril de 2014 
  8. «Franciela Krasucki quebra recorde sul-americano de 32 anos dos 60 m». CBAt. Consultado em 16 de abril de 2014 
  9. «No atletismo, Brasil vai à final do 4x100; equipe feminina é desclassificada». Agência Brasil. Consultado em 26 de agosto de 2016 
  10. «4 x 100 Metres Relay Women - Final» (PDF). IAAF. Consultado em 16 de agosto de 2017 
  11. «Kléberson casa, treina para Mundial Indoor e busca índice olímpico». CBAt. Consultado em 16 de abril de 2014