Abrir menu principal
Frederico de Hesse-Darmstadt, O.S.Io.Hieros.
Cardeal da Igreja Católica
Arcebispo de Breslávia
Atividade Eclesiástica
Ordem Ordem Equestre do Santo Sepulcro de Jerusalém
Diocese Arquidiocese de Breslávia
Nomeação 21 de março de 1672
Predecessor Dom Sebastian Ignaz von Rostock
Sucessor Dom Francesco Luigi del Palatinato-Neuburg
Mandato 1672 - 1682
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 19 de fevereiro de 1672
Nomeação episcopal 21 de março de 1672
Ordenação episcopal 5 de fevereiro de 1673
por Dom Federico Cardeal Sforza
Cardinalato
Criação 19 de fevereiro de 1652
por Papa Inocêncio X
Ordem Cardeal-diácono
Título Santa Maria em Aquiro (1655-1661)
São Cesário em Palatio (1661-1667)
Santo Eustáquio (1667-1668)
São Nicolau no Cárcere (1668-1670)
Santa Ágata dos Góticos (1670-1682)
Brasão
COAT ARM HESSEN FRIEDRICH.jpg
Dados pessoais
Nascimento Darmstadt, Alemanha
28 de fevereiro de 1616
Morte Breslau, Alemanha
19 de fevereiro de 1682 (65 anos)
Progenitores Mãe: Madalena de Brandemburgo
Pai: Luís V de Hesse-Darmstadt
Sepultado Santa Maria del Popolo
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Frederico de Hesse-Darmstadt (28 de fevereiro de 1616 - 19 de fevereiro de 1682) foi cardeal real da Áustria.

FamíliaEditar

Frederico era o filho mais novo do conde Luís V de Hesse-Darmstadt e da marquesa Madalena de Brandemburgo. Os seus avós paternos eram o conde Jorge I de Hesse-Darmstadt e a condessa Madalena de Lippe. Os seus avós maternos eram o príncipe-eleitor João Jorge de Brandemburgo e a princesa Isabel de Anhalt-Zerbst.[1]

VidaEditar

Nascido numa família luterana, Frederico converteu-se ao catolicismo em 1636, entrando na Ordem de São João de Jerusalém. Tornou-se grão-prior da ordem na Alemanha em 1647 e depois viajou por Itália, Espanha e Alemanha.[2]

Em 1652, foi elevado a cardeal pelo papa Inocêncio X e participou no conclave papal de 1655.[3]

Foi nomeado legado papal (juntamente com o cardeal Carlos Fernando de Médici) da rainha Cristina da Suécia quando esta se converteu ao catolicismo e chegou a Roma em novembro de 1655.

Em 1617, foi eleito bispo de Breslau e depois nomeado administrador da região durante seis meses a partir de outubro de 1671. Morreu em Breslau a 19 de fevereiro de 1682.

Referências

  1. «Family Search». Consultado em 2 de agosto de 2011. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  2. S. Miranda
  3. Catholic Hierarchy