Abrir menu principal
Uma coroa de um Freiherr, na forma utilizada em cota de armas.

Freiherr, uma palavra germânica, era um título nobiliárquico da nobreza germânica, inicialmente do Sacro Império Romano-Germânico (em alemão: Heiliges Römisches Reich, HRR), ou em seus vários estados sucessores, tais como Prússia, Baviera, Württemberg, Hesse, etc.

Nestes estados sucessores, no Império Austro-Húngaro e em outras nações, tais como nos Países Bálticos e na Escandinávia, e também nos territórios que estiveram sob o domínio dos von Habsburg, como a Áustria, a Hungria, o Liechtenstein, as terras eslavas e uma parte da Suíça, freiherr era considerado equivalente ao título de barão. Sua tradução literal no alemão, é Senhor Livre. A distinção original para outros barões estrangeiros é que as terras de um freiherr eram de caráter alodial (patrimonial), em vez de serem um feudo. A partir do século XV, o título também foi atribuído a membros da nobreza, sem que estivesse ligado ao governo de um território ou a qualquer função pública, somente como grau de nobreza.

Em 1919, o título nobiliárquico de freiherr e todos os outros títulos da nobreza alemã, passaram a ser considerados como parte integrante do sobrenome dos titulares e de seus descendentes que ainda residiam na Alemanha.[1]

Freifrau e Freiin são as suas formas no feminino.


Notas

  1. Segundo o artigo 109 da Constituição de Weimar, criada na fundação da república de Weimar, em decorrência da dissolução do Império Alemão em 1918.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre heráldica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.