Frente Socialista Popular

Frente Socialista Popular (FSP) foi um partido político português criado em 1974, herdeiro do Movimento Socialista Popular de Manuel Serra, integrada como grupo autónomo do PS, até Dezembro de 1974.[1]

Frente Socialista Popular
Fundação 1974
Dissolução 7 de julho de 2004
Sede Portugal Portugal
Ideologia Socialismo
Espectro político Esquerda
Afiliação nacional Frente Eleitoral Povo Unido
Cores Vermelho

A criação da FSP nasce de uma cisão do PS procurando distanciar da corrente "direitista" e social democrata, dominante neste partido. [2]

Em 1976 apoiou a candidatura de Otelo Saraiva de Carvalho à Presidência da República.

Concorreu às eleições para a Assembleia Constituinte em 1975 e para a Assembleia da República em 1976, tendo a partir daí integrado a Frente Eleitoral Povo Unido até 1978. Esta era uma coligação eleitoral onde para além da FSP incluía o MDP/CDE e o PCP.

Em 1980, alguns dos seus dirigentes, nomeadamente Manuel Serra, continuem a Força de Unidade Popular (FUP), em conjunto com Otelo. Este partido era a componente legal do Projecto Global, do qual também faziam parte as Forças Populares 25 de Abril. No entanto, logo nas primeiras semanas, depois dos primeiros atentados das FP-25 e não demarcação da FUP, da violência armada, sai do partido. [3]

Resultados em eleições
(o ano liga à página da eleição)
Ano Coligação Tipo de Eleição Votos % Posição Mandatos
1975
FSP
Assembleia Constituinte
66 307
1,16%
8.º
-
1976
FSP
Legislativas
42 162
0,77%
6.º
-
1976
FEPU
Autárquicas (Câmara Municipal)
718 006
17,20%
3.º
268

Referências

  1. «Apresentação da FSP - Noticiário Nacional». RTP. 17 de janeiro de 1975 
  2. «Apresentação da FSP». Consultado em 12 de abril de 2022 
  3. «Posições Públicas de Otelo, OUT. CLCR., JAR, FUP, face ás «FP-25»». "Caso FP-25 de Abril": Alegações do Ministério Público. Lisboa: Ministério da Justiça. 1987. pp. 90–95 


  Este artigo sobre a política de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.