Abrir menu principal
Este artigo usa a notação algébrica para descrever os movimentos do xadrez.
abcdefgh
8
Chessboard480.svg
a8 preto torre
c8 preto bispo
d8 preto rainha
e8 preto rei
f8 preto bispo
h8 preto torre
a7 preto peão
b7 preto peão
c7 preto peão
f7 branco cavalo
g7 preto peão
h7 preto peão
c6 preto cavalo
d6 preto peão
f6 preto cavalo
e5 preto peão
c4 branco bispo
e4 branco peão
a2 branco peão
b2 branco peão
c2 branco peão
d2 branco peão
f2 branco peão
g2 branco peão
h2 branco peão
a1 branco torre
b1 branco cavalo
c1 branco bispo
d1 branco rainha
e1 branco rei
h1 branco torre
8
77
66
55
44
33
22
11
abcdefgh
O Garfo de cavalo na ala do Rei

O Garfo, no jogo de xadrez, é uma tática utilizada para capturar peças através de um ataque bilateral. Qualquer peça pode garfar as peças adversárias, entretanto talvez os mais comuns sejam os de cavalo uma vez que, numa situação de garfo, apenas um cavalo adversário pode revidar o ataque ao cavalo atacante. Apesar de não ser obrigatório, o garfo pode surgir de uma variação tática de outra jogada como o sacrifício ou a isca. Neste casos os movimentos são denominados combinações, pois envolvem o uso de duas táticas diferentes com um só propósito, o ganho de material.

Garfos de cavaloEditar

abcdefgh
88
77
66
55
44
33
22
11
abcdefgh
O Garfo de cavalo na Ala da Dama

A figura ao lado demonstra um exemplo clássico de garfo de cavalo. Apoiado pelo bispo branco, o cavalo ataca simultaneamente o Rei e a Torre da Dama; nesta situação, a única alternativa lógica para as pretas é mover seu Monarca, perdendo assim a oportunidade de roque e em seguida a torre da Dama. Dxc7 também é uma jogada possível mas é considerada um movimento muito ruim pois a Dama vale mais que a torre. As pretas podem se recuperar posteriormente bastando apenas jogar d6 que impede o retorno do cavalo para c7 de modo seguro (o bispo não o protegerá mais).

Garfos de peõesEditar

abcdefgh
88
77
66
55
44
33
22
11
abcdefgh
O Garfo de peão

Os peões são provavelmente as peças mais discriminadas do xadrez devido ao seu baixo valor e movimentos limitados. Entretanto, nas mãos de um bom enxadrista, estes podem se tornar armas formidáveis, auxiliando em mates, promovendo-se a outra peça, e em muitos garfos. Uma linha de peões bem defendida na base pode ser arrasadora para as defesas adversárias; o exemplo ao lado mostra um garfo típico de peão. As pretas estão prestes a recuperar o cavalo sacrificado para criar a situação de garfo. Para as brancas não resta alternativa a não ser abandonar uma de suas peças. O saldo final para as pretas será 1 peão de vantagem e o controle provisório do centro.

Garfos de ReiEditar

abcdefgh
88
77
66
55
44
33
22
11
abcdefgh
O Garfo de Rei

Também o Rei pode entrar em ação e capturar peças inimigas. Apesar de ser incomum no início do jogo, quando a partida se aproxima do fim o Monarca precisa abandonar seu posto e colaborar mais com o jogo. Apesar de ser arriscado, existem várias situações onde o Rei pode ajudar a definir o vencedor da partida. O exemplo ao lado demonstra bem tal situação.

As brancas têm a pequena vantagem de um cavalo que está para desabar pois não é possível defender a torre, o bispo e o cavalo de uma vez. Qualquer das peças que for afastada não protegerá as restantes, portanto o Rei irá capturar a desprotegida a virar o balanço material da partida a seu favor. A melhor opção para as brancas é jogar Te4+, pois capturam a torre preta e forçam um final de jogo que provavelmente resultará em empate.

ReferênciasEditar

  A Wikipédia possui o
Portal de Enxadrismo
  • SEIRAWAN, Yasser, JEREMY, Silman; tradução Denise Regina Sales. Xadrez Vitorioso: Táticas. Porto Alegre: Artmed, 2006.
  Este artigo sobre enxadrismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.