Gerhard Doderer

musicólogo, organista e professor alemão radicado em Portugal

Gerhard Otto Doderer (Kitzingen, 25 de março de 1944) é um musicólogo, organista e professor alemão radicado em Portugal.[1]

Gerhard Doderer
Nascimento 25 de março de 1944 (79 anos)
Kitzingen
Alma mater
Ocupação musicólogo, organista, professor de música
Empregador(a) Hochschule für Musik Würzburg, Universidade Nova de Lisboa, Universidade de Coimbra, Universidade do Minho
Instrumento órgão

Vida editar

Formou-se em pedagogia na Universidade de Wurzburg em 1969, e em música no Conservatório da mesma cidade, em 1970. Frequentou o curso de Ciências Musicais na Julius-Maximilians-Universitat de Wurzburg, onde se doutorou em 1973. Como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, frequentou a classe de Macario Santiago Kastner em Lisboa, entre 1969 e 1970. Entre 1973 e 1975 leccionou as disciplinas de Órgão e de Organologia no Conservatório Nacional de Lisboa. De 1975 a 1981 deu aulas no Hermann-Zilcher-Konservatorium de Wurzburg, instituição da qual assumiu a direcção em 1978. A partir de 1982 passou a leccionar na Universidade Nova de Lisboa, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, no departamento de Ciências Musicais onde é professor catedrático. Colaborou com a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, (entre 1987 e 1999), e com a Universidade do Minho, (entre 1994 e 2000).[2]

Bibliografia (Selecção) editar

  • Organa Hispanica: Iberiche Musik des 16., 17. und 18. Jahrunderts fur Tasteninstrumente, Heidelberg: Süddentscher Musikverlag, 1971-1984, 9 Volumes.
  • Clavicórdios portugueses do século dezoito, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1971.
  • Otto pezzi per strumenti a tastiera di compositori della scuola di Bernardo Pasquini, Milano, Suivini Zerboni, 1973.
  • Johann Christian Bach: Sonata in do maggiore per due organi, Milano, Suvini Zerboni, 1973.
  • Obras Selectas para Órgão: MS 964 da Biblioteca Pública de Braga, Lisboa : Fundação Calouste Gulbenkian, 1974.
  • Instrumentos de tecla portugueses no século XVIII, Braga: Separata da Revista Bracara Augusta n.º 28, 1974.
  • Fabrizio Fontana: Ricercari per organo 1677, Milano, Suvini Zerboni, 1976.
  • Ausgewählte Orgelwerke: Juan Cabanilles, Heidelberg, Willy Müller, 2 volumes, 1977.
  • Orgelmusik und Orgelbau im Portugal des 17. Jahrhunderts, Tutzung, Verlegt bei Hans Schneider, 1978.
  • Obras Selectas: João Rodrigues Esteves (séc. XVIII), com Cremilde Rosado Fernandes, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1980.
  • 12 sonatas para cravo: (Lisboa, ca. 1770): Francisco Xavier Baptista, Lisboa : Fundação Calouste Gulbenkian, 1981.
  • Klaviersonaten op. 18: João Domingos Bomtempo, Heidlberg, Willy Müller-Suddeutscher Musikverlag, 1982.
  • Modinhas luso-brasileiras, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1984.
  • Manuel Rodrigues Coelho: Flores de Música (1620): Ausgewählte für orgel, Leutkirch, Pro Organo, 1986.
  • Libro di tocate per cembalo: Faksimile-Nachdruck: Domenico Scarlatti, Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científica, 1991.
  • A Música Portuguesa na Época dos Descobrimentos, Coimbra, Separata de "Revista da Universidade de Coimbra", n.º 36, 1991.
  • Os Órgãos da Sé Catedral de Braga, The Organs of Braga Cathedral, fotografias de Victor Figueiredo, Lisboa, [Acompanha um CD], 1992.
  • Comemorações Seixas - Bomtempo, Secretaria de Estado da Cultura, com João Pedro d'Alvarenga, Lisboa: Direcção Geral dos Espectáculos e das Artes, 1992.
  • Vox Humana: Internacional Organ Music: Spain, BA 8233, Barenreiter, 1997.
  • Vox Humana: Internacional Organ Music: Portugal, BA 8235 Barenreiter, 1997.
  • Cantatas Humanas a Solo: Jayme de la Té y Sagáu, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, Serviço de Música, 1999.
  • Sonate da Cimbalo di Piano e Forte: Lodovico Giustini di Pistoia, apresen. Gerhard Doderer, Rio de Janeiro, Academia Brasileira de Música, 2002.
  • Sei Sonate per Cembalo: Alberto José Gomes da Silva, Scala Aretina, Ediciones Musicales, España, 2003.
  • Cordofones de Tecla Portugueses do Séc. XVIII: Clavicórdios, Cravos, Pianofortes e Espinetas, Portuguese string keyboard instruments of the 18th century: clavichords, harpsichords, fortepianos and spinets, com John Henry van der Meer, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2005.
  • Órgãos das Igrejas da Madeira, com Dinarte Machado e Alda Pereira, fotografia de Roberto Pereira, Funchal: DRAC - Direcção Regional dos Assuntos Culturais, 2009.
  • Antonio de Cabezón: Ausgewählte Werke für Tasteninstrumente, Selected works for keyboard, co-autoria com Miguel Bernal Ripoll, Kassel [etc.], Bärenreiter, 4 volumes, 2011.
  • Inventário dos Órgãos dos Açores, com Dinarte Machado, Presidência do Governo Regional Direcção Regional da Cultura, Angra do Heroismo, Presidência do Governo Regional dos Açores: Direcção Regional da Cultura, 2012.
  • Juan Cabanilles: Ausgewählte Orgelwerke, co-autoria com Miguel Bernal Ripoll, Kassel [etc.], Bärenreiter, 2 volumes, 2017.

Discografia editar

  • Os Madrigalistas do Conservatório Nacional de Lisboa, EMI-Valentim de Carvalho, 1976, LP.
  • Música Vocal e Música de Órgão dos Séculos XVI, XVII e XVIII, EMI-Valentim de Carvalho, 1976, LP.
  • O Órgão da Capela da Universidade de Coimbra, EMI-Valentim de Carvalho, 1977, LP.
  • Carlos Seixas: Sonatas para Órgão, EMI-Valentim de Carvalho, 1981, LP.
  • Música na Côrte de D. João V, PortugalSom, 1990, CD.
  • Capela Lusitana: Música Sacra Portuguesa do Século XVIII, JSOM, 1990, CD.
  • Órgãos dos Açores, Numérica, 1994, CD.
  • Os Órgãos da Sé Catedral de Braga, Numérica, 1994, CD.

Referências

  1. «Gerhard Otto Doderer profere comunicação "D. Jaime de la Té y Sagáu – Impressor, Músico e Poeta da Sociedade Joanina" na 26ª Sessão da Assembleia de Investigadores do CIJVS». sapo. Consultado em 18 de Fevereiro de 2016 
  2. Brito, Manuel Carlos de (2010), "Doderer, Gerhard Otto", Enciclopédia da Música em Portugal no Século XX, Círculo de Leitores e Temas e Debates, Volume 2, pp. 384-385.

[