Giacomo Boni (pintor)

Giacomo Boni (28 de abril de 1688 – 7 de janeiro de 1766) foi um pintor italiano do período barroco, ativo principalmente em Genova. Nasceu em Bologna e tornou-se pupilo de Marcantonio Franceschini e posteriormente do pintor Carlo Cignani em Forlì. Ele então retornou e seguiu Franceschini até Gênova, e então até Crema, Piacenza, Lavino di Mezzo, Parma, e então Roma. Ele pintou telas e afrescos para a igreja de San Filippo Neri em Gênova. Em Crema, pintou para a Chiesa del Carmine e em Piacenza para a igreja de Santa Maria del Popolo. Retornou então para Gênova em 1726, onde pintou ao lado de Tommaso Aldrovandini no Palazzo Durazzo. Ele pintou o coro de San Pancrazio para a família de nobres de Pallavicini. Também pintou no Palazzo Mari e em muitos outros; e afrescos na abóbada da oratório de Santa Maria della Costa, em Sanremo. Na capela de San Giovanni Evangelista em Parma, pintou ao lado de Giuseppe Carpi.

Giacomo Boni
Triumfo de David
Nascimento 28 de abril de 1688
Bologna
Morte 7 de janeiro de 1766 (77 anos)
Génova
Ocupação pintor
Movimento estético barroco

Lanzi menciona Jacopo Boni trabalhando como um assistente de Franceschini na decoração do grande corredor do Palazzo Pubblico.[1] Entre seus pupilos estavam Lorenzo Brusco (falecido em 1763),[2] Giuseppe Comotti, e Giuseppe Rossi (falecido em 1796).[3]

Referências

  1. Lanzi, Luigi (1847). Thomas Roscoe (translator), ed. History of Painting in Italy; From the Period of the Revival of the Fine Arts to the End of the Eighteenth Century. III. London; Original from Oxford University, Digitized January, 2007: Henry G. Bohn. p. 285 
  2. Dizionario geografico-storico-statistico-commerciale degli stati del Re di Sardegna, Volume 7, by Goffredo Casalis, Turin (1840), page 726.
  3. Casalis, page 729.

Referência bibliográficaEditar