Abrir menu principal

Giro d'Italia de 2008

nonagésima primeira edição da prova ciclística Giro d'Italia
(Redirecionado de Giro d'Italia 2008)
Giro d'Italia de 2008 Cycling (road) pictogram.svg
Detalhes
Corrida91. Giro d'Italia
Etapas21
Data10 maio – 1 junho 2008
Distância3 407 km
PaísesITA Itália
SUI Suíça
PartidaPalermo
ChegadaMilão
Velocidade média38,044 km/h
Classificação final
VencedorESP Alberto Contador (Astana)
SegundoITA Riccardo Riccò (Saunier Duval-Scott)
TerceiroITA Marzio Bruseghin (Lampre)
Prêmio por pontosITA Daniele Bennati (Liquigas)
Prêmio de montanhaITA Emanuele Sella (CSF Group Navigare)
JuventudeITA Riccardo Riccò (Saunier Duval-Scott)
EquipesIRL CSF Group Navigare
Giro d Italia 2008.png
◀ 20072009 ▶
Documentação Wikidata-logo S.svg

Giro d'Italia 2008 foi a nonagésima primeira edição da prova ciclística Giro d'Italia ("Corsa Rosa"), realizada entre os dias 10 de maio e 1º de junho de 2008.[1]

A competição foi realizada em 21 etapas com um total de 3.406 km. A largada aconteceu na cidade de Palermo, na ilha da Sicília e a chegada foi em Milão, no norte da Itália.

O vencedor foi o ciclista espanhol Alberto Contador,[1] que defendeu as cores da equipe "Astana". Largaram 197 competidores, 53 com a nacionalidade italiana, cruzaram a linha de chegada 141 corredores. O vencedor completou o percurso com uma velocidade média de 37,8 km/h[2][3]

O ciclista brasileiro Luciano Pagliarini, participou da competição pela equipe "Saunier Duval-Scott", abandonando a corrida após quatorze etapas.[4]

HistóriaEditar

Alberto Contador, assumiu a liderança na classificação geral na décima quinta etapa, vestindo a "maglia rosa" até o final. Não venceu nenhuma das etapas, mas acumulou bons resultados, apoiado pelo excelente trabalho da equipe "Astana".[1][5] A última vez que um não italiano subiu na posição mais alta do podium tinha sido no ano de 1996.[6]

O segundo colocado, o ciclista italiano, Riccardo Riccò, vencedor da segunda etapa, Cefalù - Agrigento , e da oitava, Rivisondoli - Tívoli , chegou atrás do vencedor pouco menos de dois minutos, de uma prova de praticamente 90 horas.[7]

O ciclista italiano Marzio Bruseghin terceiro colocado, vencedor da 10ª etapa, competição contra-relógio individual, Pesaro-Urbino, chegou um minuto após, no tempo acumulado.[7]

O calendário da competição foi definido após acordo firmado entre a "UCI ProTour" (International Cycling Union), e os organizadores das grandes provas ciclísticas, "A.S.O." (Amaury Sports Organisation) responsável pelo "Tour de France", a "Unipublic" pela "Vuelta a España" e a "RCS pubblicità SpA" pelo "Giro d'Italia".[8] Este acordo põe fim a disputa entre as Federações nacionais de Ciclismo, organizadores das competições, equipes e a entidade máxima da modalidade a "UCI".[9]

A equipe "Astana Cycling Team", do vencedor Alberto Contador, foi uma das últimas a serem convidadas, conseqüencia do acordo entre as Organizações.[10]

O "Gran Premio della Montagna" foi conquistado pelo ciclista da Itália, Emanuele Sella, que obteve o direito de vestir a "Maglia verde".[11]

ResultadosEditar

Classificação geralEditar

[12]

 
Ciclista italiano Paolo Bettini lidera o pelotão
descida "Forca d'Acero" (8ª etapa)
Posição Nome País Equipe Tempo de prova
1. Alberto Contador   Espanha Astana 89h 56´ 49´´
2. Riccardo Riccò   Itália Saunier Duval-Scott + 1´ 57´´
3. Marzio Bruseghin   Itália Lampre + 2´ 54´´
4. Franco Pellizotti   Itália Liquigas + 2´ 56´´
5. Denis Menchov   Rússia Rabobank + 3´ 37´´
6. Emanuele Sella   Itália CSF Group Navigare + 4´ 31´´
7. Jurgen Van den Broeck   Bélgica Silence-Lotto + 6´ 30´´
8. Danilo Di Luca   Itália LPR Brakes + 7´ 15´´
9. Domenico Pozzovivo   Itália CSF Group Navigare + 7´ 53´´
10. Gilberto Simoni   Itália Serramente Diquigiovanni + 11´ 03´´

EtapasEditar

[1][7]

Etapa Data Percurso km Vencedor da etapa Líder classificação geral
10 de maio Palermo-Palermo 23,6 (CRE)   Slipstream Chipotle   Christian Vandevelde
11 de maio Cefalù-Agrigento 207   Riccardo Riccò   Franco Pellizotti
12 de maio Catania-Milazzo 221   Daniele Bennati   Franco Pellizotti
13 de maio Pizzo Calabro-Lungomare 183   Mark Cavendish   Franco Pellizotti
14 de maio Belvedere Marittimo-Contursi Terme 203   Pavel Brutt   Franco Pellizotti
15 de maio Potenza-Peschici 232   Matteo Priamo   Giovanni Visconti
16 de maio Vasto-Pescocostanzo 180   Gabriele Bosisio   Giovanni Visconti
17 de maio Rivisondoli-Tívoli 208   Riccardo Riccò   Giovanni Visconti
18 de maio Civitavecchia-San Vincenzo 218   Daniele Bennati   Giovanni Visconti
10ª 20 de maio Pesaro-Urbino 39,4 (CRI)   Marzio Bruseghin   Giovanni Visconti
11ª 21 de maio Urbania-Cesena 199   Alessandro Bertolini   Giovanni Visconti
12ª 22 de maio Forli-Carpi 172   Daniele Bennati   Giovanni Visconti
13ª 23 de maio Módena-Cittadella 177   Mark Cavendish   Giovanni Visconti
14ª 24 de maio Verona-Val di Fiemme 195   Emanuele Sella   Gabriele Bosisio
15ª 25 de maio Arabba-Marmolada 153   Emanuele Sella   Alberto Contador
16ª 26 de maio S.Vigilio Marebbe-Plan de Corones 12,9 (CRI)   Franco Pellizotti   Alberto Contador
17ª 28 de maio Sondrio-Locarno 146   André Greipel   Alberto Contador
18ª 29 de maio Mendrisio-Varese 147   Jens Voigt   Alberto Contador
19ª 30 de maio Legnano-Monte Pora 228   Vasil Kiryienka   Alberto Contador
20ª 31 de maio Rovetta-Tirano 224   Emanuele Sella   Alberto Contador
21ª 1 de junho Cesano Maderno-Milão 28,5 (CRI)   Marco Pinotti   Alberto Contador

CRI = Contra-relógio individual
CRE = Contra-relógio por equipes

 
Giro d'Italia em Pazzano
(4ª etapa)

Ver tambémEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Imagens e media no Commons

Notas e referênciasEditar

Ligações externasEditar