Abrir menu principal

Godofredo I de Brabante

Godofredo I de Brabante
conde de Brabante, Lovaina e de Bruxelas e duque da Baixa-Lotaríngia
Representação de Godofredo I de Brabante.
Reinado conde de Brabante, Lovaina e de Bruxelas e duque da Baixa-Lotaríngia
Dinastia conde de Brabante, Lovaina e de Bruxelas e duque da Baixa-Lotaríngia
Nome completo
Godofredo I de Brabante
Nascimento 1060
Morte 25 de janeiro de 1139 (79 anos)
Escudo de armas dos duques de Brabante
o rugido do leão de ouro pronto para a luta

Godofredo I de Brabante (1060 - 25 de janeiro 1139) "o Barbudo" ou "o Corajoso" , ou "o Grande" foi conde de Brabante, Lovaina e de Bruxelas e duque da Baixa-Lotaríngia de 1106 a 1125 com o título de Godofredo V desde 1106 até 1129. Foi também marquês de Antuérpia de 1106 à sua morte.

BiografiaEditar

sucedeu o seu irmão Henrique III de Lovaina (? — Tournai, fevereiro de 1095) como Conde de Lovaina e Landgrave de Brabante com a morte deste.

Sua primeira guerra foi contra o bispo de Lièget, Otbert de Liège por causa do condado de Brunengeruz que os dois reivindicavam.

Este assunto teve a arbitragem do imperador Henrique IV, Sacro Imperador Romano-Germânico (Goslar, Brunswick, Alemanha 11 de novembro de 1050Liége, Bélgica 7 de agosto de 1106) em 1099, sendo o território atribuído ao bispo, que deu a Alberto III de Namur, o condado de Namur.

em seguida arbitra uma disputa entre Henrique IV de Luxemburgo, Conde de Luxemburgo e Limburgo, e Arnoldo I de Looz (1060 - 1135), Conde de Loon, sobre a nomeação do Abade nomeado para a Abadia de Saint-Trond, sendo ele próprio a favor do imperador na Lotaríngia, defendendo assim os seus interesses contra o conde de Flandres, que invadiu Cambrai, em 1102.

O imperador Henrique IV, Sacro Imperador Romano-Germânico morreu em 1106. O novo imperador, Henrique V, Sacro Imperador Romano-Germânico, que se havia revoltado contra seu pai, decidiu vingar-se dos partidários de seu pai. Assim aprisionou Henrique, Duque da Baixa Lotaríngia a que tirou o ducado da Baixa Lotaríngia e o deu a Godofredo I. Henrique que no entanto escapo com vida, tentando mais tarde recuperar o seu antigo ducado, só conseguindo recuperar Aix-la-Chapelle.

Em 1114, durante um conflito entre o Imperador e o Papa Pascoal II, uma insurreição eclodiu na Germânia, tendo Godofredo sido parte participante.

No ano de 1118 o imperador Henrique V e Godofredo reuniram-se para sanar a contenda. No ano seguinte morreu o conde de Flandres, Balduíno VII da Flandres (109317 de julho de 1119), e como não tinha nenhum filho, a Flandres foi disputada por vários possíveis herdeiros, entre os caus se encontrava Guilherme de Ypres, que tinha casado com uma sobrinha da segunda esposa de Godofredo. Godofredo deu-lhe o seu o apoio, mas não conseguiu vencer a contenda contra Carlos I da Dinamarca (1083 - 2 de março de 1127) que se encontrava no outro campo de batalha.

Nesse mesmo ano morreu Otbert de Liège, bispo de Liège, tendo surgido dois candidatos a sucedê-lo, novamente surge um conflito em que Godofredo volta a intervir como parte interessada, não tendo atingido os seus intentos.

Algum tempo depois deste acontecimento deu inicio a um período em que, por força das suas alianças, obteve o domínio da Lotaríngia.

Casou sua filha com o rei da Inglaterra, Henrique I de Inglaterra (cerca 1068 - 1 de dezembro de 1135), que era padrasto do imperador. o Imperador, no entanto morreu em 1125, deixando dois candidatos possíveis ao trono imperial: Lotário de Supplinburg e Conrado III, Sacro Imperador Romano-Germânico. Godofredo deu o seu apoio a Conrado, facto que não lhe correu bem porque foi Lotário que recebeu o trono. Como vingança este retirou-se a Baixa Lorena e deu-a a Waleran de Limburg, tendo no entanto Godofredo conseguido manter o marquesado de Antuérpia e o título ducal.

Na Flandres, Carlos I da Dinamarca (1083 - 2 de março de 1127), "o Bom" foi assassinado em 1127, e a sucessão foi reivindicada por vários senhores feudais. O escolhido foi Guilherme Clito, mas a sua autoridade rapidamente foi posta em causa por vários descontentamento que se transformaram em rebelião, e Godofredo interveio novamente na luta. Deste vez teve mais sucesso e termina aliando-se com ao vencedor, Teodorico da Alsácia.[1] Durante a sua vida ainda teve a oportunidade de lutar novamente contra o bispo de Liège, e mais tarde como o Conde de Namur.

Godfrey morreu 25 de janeiro 1139 e foi enterrado na Abadia de Affligem.

Relações familiaresEditar

Foi filho de Henrique II de Lovaina (1020Mosteiro de Santa Gertrudes, Nivelles 1078) e de Adela van der Betuwe, filha de Eberhard de Betuwe, conde de Betuwe. casou com por duas vezes, a primeira em 1098 com Ida de Chiny e Namur (1078 - 1117) filha de Otão II de Chiny, conde de Chiny e de Adelaide de Namur de quem teve:

  1. Godofredo II de Lovaina[2][3] ou também Godofredo II de Brabante (1100 - 13 de junho de 1142), duque de de Brabante, casado com Lutgarde de Sulzbach (1109 - 1163), filha de Berenguer II de Soulzbach e de Adelaide de Lechsgemünd.
  2. Henrique de Lovaina (1105 -?).
  3. Adeliza de Lovaina (1104 - 1151) casada por duas vezes, a primeira com Henrique I de Inglaterra, rei de Inglaterra e a segunda com William de Aubigny (? - 1157), Conde de Lincoln.
  4. Ida de Lovaina (1110 -?) casada com Arnaldo I de Kleve, conde de Kleve
  5. Clarissa de Lovaina (? - 1140).

O segundo casamento aconteceu por volta de 1120 com Clemência da Borgonha (c. 1078 - 1133), filha de Guilherme I, Conde da Borgonha,[4] e de Estefânia, de quem teve:

  1. Joscelina de Lovaina casou com Inês de Percy.

Ver tambémEditar

BibliografiaEditar

  • Académie royale de Belgique, Biographie Nationale, v. 7, Brussels, 1883.

Ligações externasEditar

Referências

  1. Généalogie de Thierry d'Alsace sur le site Medieval Lands
  2. Ancestral Roots of Certain American Colonists Who Came to America Before 1700 by Frederick Lewis Weis, Line 155-24
  3. Chronique des Ducs de Brabant, Adrian van Baerland, Antwerp (1612).
  4. Les Comtes Palatins de Bourgogne, Thierry Le Hête, Thierry Le Hête, 1ª Edição, La Bonneville-sur-Iton, 1995, pág. 44.