Gonçalo Viegas de Marnel

Senhor de Marnel e Aveiro

D. Gonçalo Viegas de Marnel (antes de 1002 - depois de 1057[1]), foi um nobre medieval do Reino de Portugal e detentor do senhorio de Aveiro.

Gonçalo Viegas de Marnel
Senhor
Senhor de Marnel
Senhor de Aveiro
Reinado c.1002-c.1057?
Predecessor Egas Eres Iala
Cônjuge Châmoa Honoriques
Descendência Paio Gonçalves I de Marnel
Honorico Gonçalves de Marnel
Ero Gonçalves de Marnel
Fernando Gonçalves de Marnel
Urraca Gonçalves de Marnel
Dinastia Marnel
Nome completo Gonçalo Viegas de Marnel
Nascimento Antes de 1002
Morte Depois de 1057
Pai Egas Eres de Marnel
Mãe Aldonça Fromariques
Religião Catolicismo romano

BiografiaEditar

Gonçalo era filho de Egas Eres de Marnel, dito Iala, um rico e poderoso fidalgo da região do Vouga, tendo o apelido Marnel sido provavelmente adaptado do nome do afluente daquele rio, e de Aldonça Fromariques, de origens incertas[1][2].

Este senhor surge muito ligado ao Mosteiro do Marnel ou de Santa Maria de Lamas, documentado desde o século X, e que foi doado por Inderquina Pala, em 957, ao Mosteiro de São Salvador de Viseu e, posteriormente, ao Mosteiro do Lorvão, como a própria Vila de Lamas. Esta vila de Santa Maria de Lamas está também mencionada numa lista dos bens do cenóbio, em 1050, junto com outras povoações, recebidos das mãos de Gonçalo Viegas e de sua esposa[3]

Parece ter sido mandante na região paterna pela mão dos reis leoneses[2], e ainda detentor do senhorio de Aveiro, indicando um vasto domínio imediatamente a sul do Rio Douro. Gonçalo terá ainda desposado Châmoa Honoriques, de uma outra poderosa estirpe em Riba de Vouga[2], concentrando desta forma um ainda maior poder nesta mesma região.

Surge pela última vez na documentação em 1057, indicando que teria provavelmente falecido pouco depois[1].

Matrimónio e descendênciaEditar

Foi casado com Chamoa Honoriques[1][2] de quem teve:

Referências

BibliografiaEditar