Abrir menu principal

Gordura saturada

(Redirecionado de Gorduras saturadas)

A gordura saturada é um dos tipos de gordura presentes nos alimentos. É distinguida da gordura insaturada no sentido em que não há ligação dupla entre dois átomos de carbono vizinhos numa cadeia de ácido graxo. Isto é, a cadeia é completamente “saturada” com átomos de hidrogênio. A gordura saturada ocorre de forma natural nos animais, mas em variedades de coco, por exemplo, sua concentração é maior. Seu estado físico geralmente é sólido à temperatura ambiente. Enquanto que a gordura insaturada, como a que predomina no azeite, permanece de forma líquida. A gordura saturada é menos propícia a perder as suas propriedades enquanto é utilizada na preparação de alimentos.

Tipos de gorduras na comida
Veja também

Durante o século 20, com a crescente epidemia de obesidade, foram realizados estudos que aparentemente relacionavam o consumo de gordura saturada à elevação dos níveis de colesterol. Como existia a teoria de que o nível elevado de colesterol supostamente aumentava o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, extrapolou-se a conclusão de que essa gordura aumentava o risco de doenças no coração.[1]

As gorduras disponíveis nos alimentos sempre contêm proporções distintas de gordura saturada e insaturada (não apenas um tipo, exclusivamente). Exemplos de alimentos contendo uma proporção alta da gordura saturada incluem os produtos com gordura animal, como creme, queijo, manteiga, sebo, e carnes gordas. Alguns produtos vegetais contêm bastante gordura saturada, como óleo de coco e óleo de palmiste. A banha de porco é fonte de gordura saturada, mas sua composição é predominantemente de gorduras insaturadas.[2] Muitos alimentos preparados industrialmente também contêm níveis elevados de gordura saturada: pizza, salsicha, sobremesas à base de leite.

Gorduras saturadas e a hipótese dieta-coraçãoEditar

Desde a década de 1950, a partir das observações do fisiologista Ancel Keys, teorizou-se que as gorduras saturadas causavam doenças cardíacas. A hipótese foi testada mas nunca revelou-se plenamente confiável devido a diversas falhas em estudos que pretenderam confirmá-la. Diversos outros estudos não provaram que reduzir o seu consumo produzisse benefícios significativos na prevenção de doenças cardíacas.[3][4][5][6][7][8][9][10][11]

No entanto, há relações fortes, consistentes e graduais entre ingestão de gordura saturada, níveis sanguíneos de colesterol, e a epidemia de doenças cardiovasculares..[12] Estas relações são aceitas como causa-efeito.[13][14]

Muitas autoridades de saúde como a American Dietetic Association,[15] a British Dietetic Association,[16] American Heart Association,[12] a World Heart Federation,[17] o National Health Service britânico,[18] entre outros,[19][20] defendem que a gordura saturada é um factor de risco para a doença cardiovascular. Em maio de 2015 a Organização Munidal de Saúde recomendou fazer a mudança de gorduras saturadas para insaturadas.[21]

Referências

  1. «OS PRAZERES DA CARNE VERMELHA». drauziovarella.com.b. Consultado em 2 de abril de 2015 
  2. Fonseca, H.; Gutierrez, L. E. (1 de janeiro de 1974). «Composição em ácidos graxos de óleos vegetais e gorduras animais». Anais da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. 31 (0): 485–490. ISSN 2316-8935. doi:10.1590/S0071-12761974000100038 
  3. Ramsden, Christopher E.; Zamora, Daisy; Majchrzak-Hong, Sharon; Faurot, Keturah R.; Broste, Steven K.; Frantz, Robert P.; Davis, John M.; Ringel, Amit; Suchindran, Chirayath M. (12 de abril de 2016). «Re-evaluation of the traditional diet-heart hypothesis: analysis of recovered data from Minnesota Coronary Experiment (1968-73)». BMJ (em inglês). 353: i1246. ISSN 1756-1833. PMID 27071971. doi:10.1136/bmj.i1246 
  4. Skeaff, C. Murray; Miller, Jody (2009). «Dietary fat and coronary heart disease: summary of evidence from prospective cohort and randomised controlled trials». Annals of Nutrition & Metabolism. 55 (1-3): 173–201. ISSN 1421-9697. PMID 19752542. doi:10.1159/000229002 
  5. Mozaffarian, Dariush; Micha, Renata; Wallace, Sarah (23 de março de 2010). «Effects on coronary heart disease of increasing polyunsaturated fat in place of saturated fat: a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials». PLoS medicine. 7 (3): e1000252. ISSN 1549-1676. PMC PMC2843598  Verifique |pmc= (ajuda). PMID 20351774. doi:10.1371/journal.pmed.1000252 
  6. Hooper, Lee; Summerbell, Carolyn D.; Thompson, Rachel; Sills, Deirdre; Roberts, Felicia G.; Moore, Helen; Davey Smith, George (6 de julho de 2011). «Reduced or modified dietary fat for preventing cardiovascular disease». The Cochrane Database of Systematic Reviews (7): CD002137. ISSN 1469-493X. PMC PMC4163969  Verifique |pmc= (ajuda). PMID 21735388. doi:10.1002/14651858.CD002137.pub2 
  7. Chowdhury, Rajiv; Warnakula, Samantha; Kunutsor, Setor; Crowe, Francesca; Ward, Heather A.; Johnson, Laura; Franco, Oscar H.; Butterworth, Adam S.; Forouhi, Nita G. (18 de março de 2014). «Association of dietary, circulating, and supplement fatty acids with coronary risk: a systematic review and meta-analysis». Annals of Internal Medicine. 160 (6): 398–406. ISSN 1539-3704. PMID 24723079. doi:10.7326/M13-1788 
  8. Schwingshackl, Lukas; Hoffmann, Georg (1 de abril de 2014). «Dietary fatty acids in the secondary prevention of coronary heart disease: a systematic review, meta-analysis and meta-regression». BMJ Open (em inglês). 4 (4): e004487. ISSN 2044-6055. PMID 24747790. doi:10.1136/bmjopen-2013-004487 
  9. Hooper, Lee; Martin, Nicole; Abdelhamid, Asmaa; Davey Smith, George (10 de junho de 2015). «Reduction in saturated fat intake for cardiovascular disease». The Cochrane Database of Systematic Reviews (6): CD011737. ISSN 1469-493X. PMID 26068959. doi:10.1002/14651858.CD011737 
  10. Harcombe, Zoë; Baker, Julien S.; Davies, Bruce (3 de outubro de 2016). «Evidence from prospective cohort studies does not support current dietary fat guidelines: a systematic review and meta-analysis». Br J Sports Med (em inglês): bjsports–2016–096550. ISSN 0306-3674. PMID 27697938. doi:10.1136/bjsports-2016-096550 
  11. Hamley, Steven (19 de maio de 2017). «The effect of replacing saturated fat with mostly n-6 polyunsaturated fat on coronary heart disease: a meta-analysis of randomised controlled trials». Nutrition Journal. 16. ISSN 1475-2891. PMC PMC5437600  Verifique |pmc= (ajuda). PMID 28526025. doi:10.1186/s12937-017-0254-5 
  12. a b Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome aha2017
  13. Graham I, Atar D, Borch-Johnsen K, Boysen G, Burell G, Cifkova R, et al. (2007). «European guidelines on cardiovascular disease prevention in clinical practice: executive summary». European Heart Journal. 28 (19): 2375–2414. PMID 17726041. doi:10.1093/eurheartj/ehm316 
  14. Labarthe D (2011). «Chapter 17 What Causes Cardiovascular Diseases?». Epidemiology and prevention of cardiovascular disease: a global challenge 2nd ed. [S.l.]: Jones and Bartlett Publishers. ISBN 978-0-7637-4689-6 
  15. Kris-Etherton PM, Innis S (setembro de 2007). «Position of the American Dietetic Association and Dietitians of Canada: Dietary Fatty Acids». Journal of the American Dietetic Association. 107 (9): 1599–1611 [1603]. PMID 17936958. doi:10.1016/j.jada.2007.07.024 
  16. «Food Fact Sheet - Cholesterol» (PDF). British Dietetic Association. Consultado em 3 de maio de 2012 
  17. «Cardiovascular Disease Risk Factors». World Heart Federation. 30 de maio de 2017. Consultado em 3 de maio de 2012 
  18. «Lower your cholesterol». National Health Service. Consultado em 3 de maio de 2012 
  19. «Nutrition Facts at a Glance - Nutrients: Saturated Fat». Food and Drug Administration. 22 de dezembro de 2009. Consultado em 3 de maio de 2012 
  20. «Scientific Opinion on Dietary Reference Values for fats, including saturated fatty acids, polyunsaturated fatty acids, monounsaturated fatty acids, trans fatty acids, and cholesterol». European Food Safety Authority. 25 de março de 2010. Consultado em 3 de maio de 2012 
  21. «Healthy diet Fact sheet N°394». Maio de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2015 
  Este artigo sobre nutrição é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.