Grávida de Taubaté

celebridade famosa por inventar uma falsa gravidez

Grávida de Taubaté ou falsa grávida de Taubaté foi como ficou conhecida a pedagoga Maria Verônica Aparecida César Santos após seu caso de gravidez de quadrigêmeas, que se originou em janeiro de 2012, ter sido revelado como falso. Moradora de Taubaté e dona de uma escola infantil, seu caso foi noticiado em diversos meios de comunicação de grande repercussão e foi considerado raro, sendo que uma de suas aparições mais famosas foi no Hoje em Dia, da RecordTV. No programa, Maria ganhou fraldas e um quarto mobiliado para as supostas filhas.

Maria Verônica durante o caso

Chris Flores, apresentadora do programa supracitado, pediu para que um repórter investigasse o caso, que descobriu que a ultrassom apresentada por Maria era falsa. Desde então, Chris é considerada a pessoa que "desmascarou" a Grávida de Taubaté. Maria procurou um advogado para defendê-la, que acabou afirmando mais tarde que o caso era falso. Maria e seu marido, Kléber, foram processados pelo crime de estelionato, mas o processo foi suspenso e, anos mais tarde, extinto. A dona do ultrassom original também processou Maria por danos morais.

Desde então, a Grávida de Taubaté tornou-se um meme da Internet. No carnaval de 2012, a fantasia de falsa grávida foi a mais vendida da cidade, e o sufixo "de Taubaté" passou a representar casos falsos. Após o caso, Maria se isolou, procurou um psiquiatra e mudou seus hábitos e visual. Chris tentou reencontrá-la em 2021, mas não obteve sucesso.

CasoEditar

InícioEditar

Maria Verônica Aparecida, moradora de Taubaté, era dona de uma escola infantil e, na época, tinha um filho de quatro anos. Segundo seus relatos, ela teria descoberto inicialmente que estava grávida apenas de gêmeas, mas descobriu então que seriam quadrigêmeas.[1] O caso seria raro, já que, aproximadamente, uma em cada nove milhões de mulheres ficavam grávidas de quadrigêmeas, além do fato de que seu marido havia feito uma vasectomia.[2] As supostas filhas se chamariam Maria Klara, Maria Eduarda, Maria Fernanda e Maria Vitória,[3] e cada uma teria cores específicas para seus pertences.[4]

Uma semana após ter sido revelada, ela já tinha aparecido em seis programas locais, com detalhes de sua gravidez,[5] e passou a se ausentar da escola para gravar entrevistas fora de Taubaté.[6] No dia 6 de janeiro de 2012, o G1 publicou a matéria "Casal que esperava ter gêmeos descobre que terá quadrigêmeos", sobre o caso, que diz: "Os padrinhos [...] já foram escolhidos. O quarto dos bebês também já foi arrumado. Verônica está na 34ª semana de gestação, e as quadrigêmeas devem nascer ainda na primeira quinzena de janeiro."[1] Grandes canais passaram a fazer reportagens de seu caso.[6] No dia 11 de janeiro, ela apareceu no Hoje em Dia,[7] um dos programas de maior audiência da RecordTV.[6] Maria disse no programa que ela teria engordado em trinta quilos com sua gravidez, e sua barriga media 1,82 metro.[8] Nesse mesmo programa, a patrocinadora Pampers entregou fraldas e o apresentador Edu Guedes chorou ao revelar que a equipe havia feito um quarto mobiliado para as bebês.[9] Esta foi a aparição mais famosa de Maria, mas ela também apareceu em diversos meios de comunicação famosos, como TV Globo, Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, RedeTV! e Rede Bandeirantes.[10]

DescobertaEditar

 
Chris Flores (na imagem) "desmascarou" a Grávida de Taubaté

Chris Flores, na época apresentadora do Hoje em Dia, é reconhecida como a pessoa que "desmascarou" a Grávida de Taubaté. Ela contou no The Noite com Danilo Gentili que, antes de entrar no ar com Maria, disse para ela em seu camarim que não acreditava que ela estava grávida, mas Maria rejeitou apresentar qualquer tipo de prova. Então, Chris pediu para que um repórter, que levaria Maria até Taubaté após o programa, "descobrisse" se ela estava grávida ou não. No mesmo dia, ele foi ao médico e descobriu que a ultrassonografia que Maria apresentava como sua foi furtada da Internet.[11]

No dia 15 de janeiro, o Domingo Espetacular, da RecordTV, exibiu uma reportagem mostrando que Maria poderia não estar grávida. O obstetra Wilson Vieira de Souza mostrou que o resultado de um exame ultrassom feito por Verônica em 30 de agosto de 2011 apontava que ela não estava grávida.[12] Após o marido de Maria registrar um boletim de ocorrência contra a emissora por "perturbação de sossego",[13] a Polícia Civil pediu no dia 17 um exame para comprovar sua gravidez.[14] No dia seguinte, um delegado afirmou que abriria um inquérito para investigar o caso.[15]

  Vídeos externos
  Supergrávida de Taubaté (SP) revela que gestação era uma farsa — Jornal da Record

Enquanto isso, Maria estava a procura de um advogado para defendê-la. Um advogado de sua irmã foi indicado por ela. Inicialmente, Maria queria processar os que acreditavam que sua barriga era falsa por calúnia, mas o advogado não tinha certeza. Ele aceitaria o caso com uma condição: Maria deveria ir ao médico e provar que estava grávida. No entanto, ela não apareceu no dia da consulta. Na madrugada do dia seguinte, a irmã de Maria confirmou que a gravidez era falsa.[16] O advogado, Enilson de Castro, confirmou a farsa à imprensa no dia 20.[17] Dez dias depois, ele divulgou uma foto de Maria sem silicone ou enchimentos na barriga.[18] Em depoimento no dia 27, ela declarou que forjou a gestação porque teria problemas psicológicos e seu sonho seria ter uma filha.[19]

ProcessoEditar

Em março, a administradora de empresas Ana Paula Alves entrou com ação por danos morais contra Maria, por utilizar sua imagem de ultrassom. No dia 21 de maio, foi decidido que Maria pagaria 4 mil de indenização para ela.[20] Além disso, Maria e o marido Kléber foram processados pelo crime de estelionato. No entanto, um acordo judicial suspendeu o processo em novembro.[21] O processo foi extinto em dezembro de 2014.[22]

LegadoEditar

Popularidade e impactoEditar

A fantasia de falsa grávida foi a mais vendida no carnaval de 2012 em Taubaté.[23] O meme é citado no livro Os 198 Maiores Memes Brasileiros que Você Respeita, de Kleyson Barbosa.[24] "Taubaté" virou sufixo, no formato "X de Taubaté", para designar histórias ou casos falsos.[25][26] Um exemplo notório é o "Parkour de Taubaté", que teve ampla repercussão na Internet no início de 2020.[27][28] Edu Guedes relembrou quando chorou no Hoje em Dia sobre a situação da Grávida de Taubaté, dizendo em 2020, durante o The Chef, que ainda era "zoado" por esse motivo.[29] Chico Felitti falou sobre o caso em um episódio de seu podcast Além do Meme.[30] A escola de samba Unidos do Parque Aeroporto, de Taubaté, foi campeã no carnaval da cidade em 2018, sendo que um dos blocos era dedicado à Grávida de Taubaté.[31] O meme inspirou o título do podcast Filhos da Grávida de Taubaté.[32]

Maria Verônica após o casoEditar

Segundo uma publicação do G1 em dezembro de 2012, após o caso, Maria "se isolou, procurou tratamento e viu a vida mudar completamente". Ela mudou seu visual, ficando loira, e também seus hábitos. Procurou um psiquiatra, com quem teve acompanhamento até agosto. Na época da publicação, Maria vivia na região central da cidade com o marido e o filho, cuidando de casa, pois a escola na qual trabalhava foi vendida. Segundo o advogado, Enilson, "Hoje ela está bem. Ela fez terapia, tomou remédios, mas o mais importante era ela ter um entendimento do que aconteceu com ela".[33]

Reencontro com Chris FloresEditar

Em 24 de outubro de 2020, Chris declarou ao Programa da Maisa que já havia contatado a falsa grávida por meio de um amigo em comum, e disse: "Estamos conversando, quem sabe teremos um encontro".[34] Em uma tentativa de fazer Chris reencontrar a falsa grávida, a produção do SBT foi em busca de Maria no dia 6 de julho de 2021, sendo transmitido ao vivo no programa Vem pra Cá, mas a repórter e o cinegrafista foram agredidos por seu suposto marido. Sobre isso, Chris disse: "Toda essa história deve ter causado um trauma muito grande neles. Por isso que acho que não teve uma má intenção, de prejudicar alguém. E acho que ela percebeu que só prejudicou a si mesma".[35][36]

Referências

  1. a b «Casal que esperava ter gêmeos descobre que terá quadrigêmeos». G1. 6 de janeiro de 2012. Consultado em 9 de julho de 2021 
  2. Felitti 2020, 2:58—3:42
  3. «'Megagrávida' de Taubaté (SP) leva 4 Marias na barriga». F5. 7 de janeiro de 2012. Consultado em 20 de dezembro de 2021 
  4. Felitti 2020, 4:07—4:21
  5. Felitti 2020, 3:52—4:01
  6. a b c Felitti 2020, 4:59—5:28
  7. «Grávida de Taubaté: Dez anos depois, Chris Flores diz ter pena da farsante». Notícias da TV. 11 de janeiro de 2022. Consultado em 12 de janeiro de 2022 
  8. Felitti 2020, 6:04—6:26
  9. Felitti 2020, 6:44—7:24
  10. Felitti 2020, 8:03—8:23
  11. Chris Flores revela como desmascarou a Grávida de Taubaté. The Noite com Danilo Gentili. Consultado em 9 de julho de 2021 – via YouTube 
  12. «Gravidez de quadrigêmeos pode ser uma farsa». Estadão Conteúdo. 16 de janeiro de 2012. Consultado em 9 de julho de 2021 – via G1 
  13. Exclusivo: veja o passo a passo de como foi desmontada a farsa da supergrávida. Domingo Espetacular. No minuto 7:13—7:18. Consultado em 9 de julho de 2021 – via R7 
  14. «Polícia pede exame para grávida comprovar gestação». Estadão Conteúdo. 18 de janeiro de 2012. Consultado em 10 de julho de 2021 – via G1 
  15. «Delegado vai abrir inquérito para apurar gravidez de quadrigêmeos». G1. 18 de janeiro de 2012. Consultado em 10 de julho de 2021 
  16. Felitti 2020, 11:38—13:11
  17. «Gestação de quadrigêmeos era farsa, diz advogado de 'supergrávida'». G1. 20 de janeiro de 2012. Consultado em 10 de julho de 2021 
  18. «Advogado de falsa grávida divulga foto da mulher sem a barriga». G1. 30 de janeiro de 2012. Consultado em 10 de julho de 2021 
  19. «Em depoimento à polícia, falsa grávida alega problemas psicológicos». G1. 27 de janeiro de 2012. Consultado em 10 de julho de 2021 
  20. «Falsa grávida de interior de SP pagará R$ 4 mil a dona de ultrassom». G1. 23 de maio de 2012. Consultado em 10 de julho de 2021 
  21. «Acordo judicial suspende processo contra falsa grávida de Taubaté». G1. 7 de novembro de 2012. Consultado em 10 de julho de 2021 
  22. «Falsa grávida de Taubaté se livra de processo na Justiça por estelionato». G1. 10 de dezembro de 2014. Consultado em 10 de julho de 2021 
  23. «Fantasia de 'falsa grávida' é a mais vendida para o carnaval em Taubaté». G1. 7 de fevereiro de 2012. Consultado em 10 de julho de 2021 
  24. Barbosa, Kleyson (15 de junho de 2017). Os 198 Maiores Memes Brasileiros que Você Respeita. São Paulo: Editora Abril. p. 79. ISBN 9788555791970 
  25. Neto, Natival Almeida Simões (2019). O padrão [[X]n de Taubaté]n no português brasileiro: um estudo sobre compostos sintagmáticos em perspectiva construcional. Revista Diadorim (Tese). doi:10.31513/linguistica.2019.v21n2a24366 
  26. «Taubaté, cidade da mentira: o que há para conhecer na terra dos memes». iG Turismo. 1 de abril de 2021. Consultado em 9 de julho de 2021 
  27. «Parkour de Taubaté: internautas criticam as manobras radicais». Correio Braziliense. 27 de janeiro de 2020. Consultado em 10 de julho de 2021 
  28. «'Parkour de Taubaté' vira meme nas redes sociais e grupo de mulheres critica brincadeiras». JC. 28 de janeiro de 2020. Consultado em 10 de julho de 2021 
  29. «Edu Guedes lembra quando chorou pela grávida de Taubaté: 'Zoado até hoje'». iG Gente. 24 de setembro de 2020. Consultado em 9 de julho de 2021 
  30. «Crítica: Podcast diverte e suscita reflexões ao investigar memes famosos». Folha de S.Paulo. 19 de dezembro de 2020. Consultado em 9 de julho de 2021 
  31. «Escola de samba de Taubaté homenageia "Grávida de Taubaté" e é campeã». UOL. Consultado em 10 de julho de 2021 
  32. «Cinco podcasts para quem quer se divertir». TV Cultura. 7 de fevereiro de 2012. Consultado em 28 de maio de 2021 
  33. Ferezim, Renato (28 de dezembro de 2012). «Falsa grávida muda de vida após repercussão do caso em 2012». G1. Consultado em 20 de julho de 2021 
  34. «Chris Flores pretende entrevistar a Grávida de Taubaté: "Estamos conversando"». NaTelinha. Consultado em 9 de julho de 2021 
  35. «Agressão: reencontro entre repórter e grávida de Taubaté não acaba bem». ISTOÉ Independente. 6 de julho de 2021. Consultado em 9 de julho de 2021 
  36. «Nove anos depois, tentativa de reportagem com a 'grávida de Taubaté' termina com agressão». Extra Online. Consultado em 9 de julho de 2021 
Fontes

Conteúdo adicionalEditar

Ligações externasEditar