Abrir menu principal

Halterofilismo nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016

Olympic Rings white.svg
Halterofilismo nos
Jogos Olímpicos de Verão de 2016
Brasil Rio de Janeiro, Brasil
Weightlifting, Rio 2016.png
Dados
Participantes 260
Sede Riocentro – Pavilhão 2
Dias de competição 10
Dias de finais 10
Eventos 15
Medalhistas
Medalha de ouro Ouro ChinaCHN China (5 medalhas)
ver a lista completa...
Medalha de prata Prata Coreia do NortePRK Coreia do Norte (3 medalhas)
ver a lista completa...
Medalha de bronze Bronze CazaquistãoKAZ Cazaquistão (4 medalhas)
ver a lista completa...
◄◄ Reino Unido 2012 Olympic Rings white.svg Japão 2020 ►►
Pavilhão 2 do Riocentro durante uma sessão do halterofilismo.

As competições de halterofilismo ou levantamento de peso nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016, no Rio de Janeiro, foram disputados entre 6 e 16 de agosto, no Pavilhão 2 do Riocentro, na Barra da Tijuca. Duzentos e sessenta atletas, 156 no masculino e 104 no feminino, disputam as medalhas em quinze categorias.[1]

O halterofilismo é uma das atividades competitivas com registros mais antigos da humanidade. Desde o início do século XIX, diversas competições foram realizadas na Europa até a realização do primeiro campeonato mundial em Londres, em 1891, com atletas representando seis países. Esteve presente logo nos primeiros Jogos Olímpicos, em Atenas, mas até aquela época era um esporte masculino, não existia diferenciação de categoria de pesos e a disputa era semelhante à atual modalidade do arremesso, praticado com uma e duas mãos. Voltou a ser disputado nos Jogos de 1904, em Saint Louis, Estados Unidos, em que permaneceu o arremesso com duas mãos e introduziu-se o levantamento de halteres.

Com a criação da Federação Internacional de Halterofilismo (IWF), em 1905, o esporte passou a ter categorias de peso e diferentes modalidades passaram a ser disputadas. De 1920, em Antuérpia, quando foi definitivamente incluído no programa olímpico, até 1972, em Munique, as modalidades disputadas variavam a cada nova edição. Em 1972, a IWF consolidou a disputa no formato atual com dois movimentos padrão, arranque (ou arranco) e arremesso .

As competições femininas só foram aceitas pela IWF em 1983 e apenas nos Jogos de Sydney, em 2000, foram introduzidas no programa olímpico.[2]

EventosEditar

Desde 1998, o esporte é disputado em oito categorias masculinas e sete femininas, as quinze categorias em disputa nos Jogos Olímpicos.

Masculino até 56kg 56kg a 62kg 62kg a 69kg 69kg a 77kg 77kg a 85kg 85kg a 94kg 94kg a 105kg mais de 105kg
Feminino até 48kg 48kg a 53kg 53kg a 58kg 58kg a 63kg 63kg a 69kg 69kg a 75kg mais de 75kg

A pesagem dos atletas é realizada duas horas antes do início da competição e o atleta que estiver com peso fora de sua categoria é excluído.

QualificatóriasEditar

Foram colocadas em disputa duzentos e quarenta e cinco vagas, 147 masculinas e 98 femininas. Cada Comitê Olímpico Nacional (CON) pode qualificar até dez atletas, no máximo seis no masculino e quatro no feminino, e pode inscrever até dois atletas por categoria.

A maior parte das vagas disponíveis foram destinadas aos Campeonatos Mundiais de 2014 e de 2015. As demais vagas foram disputadas em torneios continentais ou destinadas aos melhores ranqueados em um ranking olímpico finalizado em 20 de junho de 2016.[3]

Forma de disputaEditar

 
Arranco
 
Arremesso

A competição envolve duas fases, o arranque e o arremesso. O somatório dos maiores pesos levantados, em cada uma das duas provas, determina o peso total.

  • Arranque: a primeira prova da competição consiste em levantar a barra do solo até acima da cabeça num movimento sem pausa, sem apoiá-la no corpo. Deve, então, estabilizar-se durante dois segundos, e esperar o sinal de "abaixar" dos árbitros, logo que o levantador fique com todas as partes do corpo imóveis.
  • Arremesso: o arremesso é executado em duas partes. Inicialmente, com as palmas das mãos para baixo a barra é levantada até a altura dos ombros, o levantador se agacha ou dobra as pernas, reergue-se e alinha-se. Na segunda parte, usando a força conjunta de braços e pernas, a barra é levantada acima da cabeça e realinha as pernas. Deve, então, estabilizar-se durante dois segundos, e esperar o sinal de "abaixar" dos árbitros, logo que o levantador fique com todas as partes do corpo imóveis.

Cada competidor tem três tentativas em cada uma das duas fases (exceto se o atleta falhar nas três tentativas de arranque e for eliminado). Os atletas se apresentam na sequência do peso a ser levantado, primeiro os pesos mais leves. Três árbitros avaliam por maioria se a tentativa foi válida.

A classificação final dos atletas considera peso total levantado. Em caso de empate, o atleta de menor peso corporal fica à frente, se forem do mesmo peso, vence o que levantou primeiro.

CalendárioEditar

Sábado
6 ago
Domingo
7 ago
Segunda
8 ago
Terça
9 ago
Quarta
10 ago
Quinta
11 ago
Sexta
12 ago
Sábado
13 ago
Domingo
14 ago
Segunda
15 ago
Terça
16 ago
Masculino
Até 56kg Final
Até 62kg Final
Até 69kg Final
Até 77kg Final
Até 85kg Final
Até 94kg Final
Até 105kg Final
Mais de 105kg Final
Feminino
Até 48Kg Final
Até 53kg Final
Até 58kg Final
Até 63kg Final
Até 69kg Final
Até 75kg Final
Mais de 75kg Final

MedalhistasEditar

MasculinoEditar

Evento   Ouro   Prata   Bronze
Até 56 kg
detalhes
Long Qingquan
 CHN China
307 kg   Om Yun-chol
 PRK Coreia do Norte
303 kg Sinphet Kruaithong
 THA Tailândia
289 kg
Até 62 kg
detalhes
Óscar Figueroa
 COL Colômbia
318 kg Eko Yuli Irawan
 INA Indonésia
312 kg Farkhad Kharki
 KAZ Cazaquistão
305 kg
Até 69 kg
detalhes
Shi Zhiyong
 CHN China
352 kg Daniyar Ismayilov
 TUR Turquia
351 kg Luis Javier Mosquera
 COL Colômbia
338 kg
Até 77 kg
detalhes
Nijat Rahimov
 KAZ Cazaquistão
379 kg Lü Xiaojun
 CHN China
379 kg Mohamed Ihab
 EGY Egito
361 kg
Até 85 kg (nota)
detalhes
Kianoush Rostami
 IRI Irã
396 kg     Tian Tao
 CHN China
395 kg Denis Ulanov
 KAZ Cazaquistão
390 kg
Até 94 kg
detalhes
Sohrab Moradi
 IRI Irã
403 kg Vadzim Straltsou
 BLR Bielorrússia
395 kg Aurimas Didzbalis
 LTU Lituânia
392 kg
Até 105 kg
detalhes
Ruslan Nurudinov
 UZB Uzbequistão
431 kg Simon Martirosyan
 ARM Armênia
417 kg Alexandr Zaichikov
 KAZ Cazaquistão
416 kg
Mais de 105 kg
detalhes
Lasha Talakhadze
 GEO Geórgia
473 kg     Gor Minasyan
 ARM Armênia
451 kg Irakli Turmanidze
 GEO Geórgia
448 kg

FemininoEditar

Evento   Ouro   Prata   Bronze
Até 48 kg
detalhes
Sopita Tanasan
 THA Tailândia
200 kg Sri Wahyuni Agustiani
 INA Indonésia
192 kg Hiromi Miyake
 JPN Japão
188 kg
Até 53 kg
detalhes
Hsu Shu-ching
 TPE Taipé Chinês
212 kg Hidilyn Diaz
 PHI Filipinas
200 kg Yoon Jin-hee
 KOR Coreia do Sul
199 kg
Até 58 kg
detalhes
Sukanya Srisurat
 THA Tailândia
240 kg Pimsiri Sirikaew
 THA Tailândia
232 kg Kuo Hsing-chun
 TPE Taipé Chinês
231 kg
Até 63 kg
detalhes
Deng Wei
 CHN China
262 kg     Choe Hyo-sim
 PRK Coreia do Norte
248 kg Karina Goricheva
 KAZ Cazaquistão
243 kg
Até 69 kg
detalhes
Xiang Yanmei
 CHN China
261 kg Zhazira Zhapparkul
 KAZ Cazaquistão
259 kg Sara Ahmed
 EGY Egito
255 kg
Até 75 kg
detalhes
Rim Jong-sim
 PRK Coreia do Norte
274 kg Darya Naumava
 BLR Bielorrússia
258 kg Lidia Valentín
 ESP Espanha
257 kg
Mais de 75 kg
detalhes
Meng Suping
 CHN China
307 kg Kim Kuk-hyang
 PRK Coreia do Norte
306 kg Sarah Robles
 USA Estados Unidos
286 kg

DopingEditar

Em 8 de dezembro de 2016, o Tribunal Arbitral do Esporte anulou todos os resultados obtidos pelo romeno Gabriel Sîncrăian nos Jogos do Rio após testar positivo no antidoping para testosterona exógena. Com isso, ele perdeu a medalha de bronze na categoria até 85 kg masculino.[4] A Federação Internacional de Halterofilismo repassou a medalha para o cazaque Denis Ulanov.[5]

Quadro de medalhasEditar

 Ordem  País         Ordem
por total
1  CHN China 5 2   7 1
2  THA Tailândia 2 1 1 4 2
3  IRI Irã 2     2 2
4  PRK Coreia do Norte 1 3   4 5
5  KAZ Cazaquistão 1 1 4 6 6
6  COL Colômbia 1   1 2 9
 GEO Geórgia 1   1 2 9
 TPE Taipé Chinês 1   1 2 9
9  UZB Uzbequistão 1     1 9
10  ARM Armênia   2   2 2
 BLR Bielorrússia   2   2 2
 INA Indonésia   2   2 2
13  PHI Filipinas   1   1 6
 TUR Turquia   1   1 6
15  EGY Egito     2 2 9
16  KOR Coreia do Sul     1 1 9
 ESP Espanha     1 1 9
 USA Estados Unidos     1 1 9
 JPN Japão     1 1 9
 LTU Lituânia     1 1 9
TOTAL 15 15 15 45

Referências

  1. «Levantamento de Peso». Rio 2016. Consultado em 16 de julho de 2016 
  2. «Halterofilismo - Guia explicativo Rio 2016» (PDF). Weightlifting Explanatory Guide Rio 2016. Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016. Julho de 2015. Consultado em 15 de julho de 2016 
  3. «Halterofilismo - sistema de qualificação Rio 2016». QUALIFICATION SYSTEM – GAMES OF THE XXXI OLYMPIAD – RIO 2016. iwf.net. 28 de maio de 2014. Consultado em 15 de julho de 2016 
  4. «THE ANTI-DOPING DIVISION OF THE COURT OF ARBITRATION FOR SPORT ISSUES DECISIONS IN THE CASES OF GABRIEL SINCRAIAN (ROM/WEIGHTLIFTING -85KG) AND MISHA ALOIAN (RUS/BOXING -52KG)» (PDF) (em inglês). Tribunal Arbitral do Esporte. 8 de dezembro de 2016. Consultado em 14 de dezembro de 2017 
  5. «Results by Events – XXXI OLYMPIC GAMES – 85 kg Men» (em inglês). Federação Internacional de Halterofilismo. Consultado em 14 de dezembro de 2017 

Ligações externasEditar