Abrir menu principal
Henry Rousso
Nascimento 23 de novembro de 1954 (64 anos)
Cairo
Cidadania França
Alma mater Universidade de Paris
Ocupação historiador
Prêmios Cavaleiro da Ordem Nacional do Mérito
Empregador Centre National de la Recherche Scientifique

Henry Rousso (Cairo, 1954) é um historiador francês especializado na Segunda Guerra Mundial enquanto situada na França. Estudou na École normale supérieure de Saint-Cloud, em Sorbonne e no Institut d'Etudes Politiques de Paris.

Entre os trabalhos notáveis de Rousso está um livro seminal sobre a França de Vichy. Intitulado Le Syndrome de Vichy, foi nesta obra, lançada em 1987, em que ele cunhou uma frase que passou a ser amplamente utilizada para descrever aquele período da história francesa: passé qui ne passe pas ("passado que não passa").[1]

Rousso trabalha atualmente como Diretor de Pesquisas do Centre National de la Recherche Scientifique, com o qual esteve envolvido desde 1981.[2]

Referências