Herbert Feigl

Herbert Feigl
Nascimento 14 de dezembro de 1902
Liberec
Morte 1 de junho de 1988 (85 anos)
Minneapolis
Cidadania Estados Unidos, Áustria
Alma mater Universidade Harvard, Universidade de Viena
Ocupação filósofo, professor universitário
Prêmios Bolsa Guggenheim, Prêmio de Ciências Naturais da Cidade de Viena
Empregador Universidade de Minnesota, Universidade de Iowa
Causa da morte câncer

Herbert Feigl (Liberec, 14 de dezembro de 1902 - Minneapolis, 1 de junho de 1988) foi um filósofo austríaco e um membro do Círculo de Viena.

BiografiaEditar

Estudou física e filosofia sob a orientação de Moritz Schlick, o fundador do Círculo de Viena. Doutorou-se em 1927 com o ensaio: “O Acaso e a Lei – Uma análise epistemológica do papel da probabilidade e da indução nas ciências Naturais”. Em 1929 publicou o seu primeiro livro com o título: Teoria e Experiência em Física. Por esta altura foi um participante activo no Círculo de Viena. Foi um dos raros membros que teve oportunidade de partilhar ideias com Ludwig Wittgenstein e Karl Popper.[1]

Em 1930, esteve na Universidade de Harvard, ao abrigo de uma bolsa internacional Rockfeller. Aí encontrou-se com nomes notáveis como o físico Percy Williams Bridgman,o filósofo Willard Van Orman Quine, e o psicólogo Stanley Smith Stevens. Em 1931 publicou um artigo, em parceria com Albert Blumberg – Positivismo Lógico: Um Novo Movimento Europeu, defendendo que o positivismo lógico devia voltar a chamar-se empirismo lógico, dadas as grandes diferenças que se verificavam entre a Filosofia da Ciência e o Movimento Positivista mais antigo.

Em 1931 emigrou definitivamente para os Estados Unidos, tendo ocupado um lugar de professor de filosofia na Universidade do Iowa. Em 1940 transferiu-se para a Universidade do Minnesota, onde ensinou durante 31 anos, até ao fim da sua vida. A sua relação pessoal e profissional com Wilfrid Sellars proporcionou alguns projectos conjuntos, nomeadamente o livro: Readings in Philosophical Analysis, e o jornal Philosophical Studies, que ele e Sellars fundaram em 1949.

Referências

  1. Mautner, T. The Penguin Dictionary of Philosophy. Penguin Books Ltd, 1997. Ed. Portuguesa – Edições 70, 2010.

Ligações externasEditar