Hâmeza ibne Assade Abu Iala ibne Alcalanici (Hamza ibn Asad abu Ya'la ibn al-Qalanisi; Damasco, c. 1073 – Damasco, 18 de março de 1160) foi um político e cronista árabe de Damasco no século XII. Suas crônicas, o Dhail ou Mudhayyal Ta'rikh Dimashq ('Continuação da Crônica de Damasco') foram uma extensão da crônica de Hilal ibne Almuacine Alçabi, contado os anos de 1056 até a morte de Alcalanici em 1160.

Ibne Alcalanici
Nascimento 1071
Damasco
Morte 27 de março de 1160
Damasco
Ocupação político, historiador, especialista em literatura
Religião Islão

"Crônica de Damasco" editar

Sua crônica, o Dhail ou Mudhayyal Ta'rikh Dimashq ('Continuação da Crônica de Damasco') foi uma extensão da crônica de Hilal ibne Almuacine Alçabi, cobrindo os anos de 1056 até a morte de al-Qalanisi em 1160.[1] Esta crônica é um dos poucos relatos contemporâneos da Primeira Cruzada e suas consequências imediatas da perspectiva muçulmana, tornando-a não apenas uma fonte valiosa para historiadores modernos, mas também para crônicas posteriores do século XII, incluindo Ali ibn al- Athir.[1] Ele também testemunhou o cerco de Damasco em 1148 durante a Segunda Cruzada, que terminou em uma derrota cruzada decisiva.[2]

Todo o material de sua crônica cobre o período de tempo de duas gerações, a de seu pai e a dele, al-Qalanisi tendo experimentado a Primeira Cruzada em uma idade madura, embora aparentemente não como um lutador.[1] Analisando o texto, H. A. R. Gibb, seu primeiro tradutor para o inglês, chega à conclusão de que al-Qalanisi extraiu suas informações tanto de testemunhas oculares quanto de documentos, fato reforçado pela própria descrição de al-Qalanisi de seu modus operandi. Como resultado do trabalho cuidadoso de al-Qalanisi, uma das principais qualidades observadas por Gibb é a precisão da cronologia dos eventos, para a qual ele oferece até o dia da semana.[1]

Gibb extraiu da crônica e traduziu para o inglês o material cobrindo o período de 1097–1159, que publicou em 1932.[3]

Referências

  1. a b c d Gibb (1932), "Introduction", pp. 7-14.
  2. «The Second Crusade: The Siege of Damascus, 1148». cornell.edu. Consultado em 4 de junho de 2021. Cópia arquivada em 4 de junho de 2021 
  3. Gibb (1932), "Contents", p. 1.

Fontes editar

  • The Damascus Chronicle of the Crusades, Extracted and Translated from the Chronicle of Ibn al-Qalanisi. H.A.R. Gibb, 1932 (reprint, Dover Publications, 2002).
  Este artigo sobre história ou um(a) historiador(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.