Abrir menu principal
Ibrahim Eris
15º Presidente do Banco Central do Brasil
Período 15 de março de 1990 até
17 de maio de 1991
Presidente Fernando Collor
Antecessor Vadico Valdir Bucchi
Sucessor Francisco Gros
Dados pessoais
Nascimento 1944 (75 anos)
Bafra, Samsun
Nacionalidade brasileiro
turco
Alma mater Universidade Vanderbilt
Profissão economista

Ibrahim Eris (Bafra, Samsun, 1944) é um economista brasileiro, nascido na Turquia.[1][2]

Militou em partidos de orientação marxista durante a juventude na Turquia.[3] Estudou nos EUA, na Universidade Vanderbilt, onde foi orientado pelo romeno Nicholas Georgescu-Roegen, criador da economia ecológica.[4]

Naturalizado brasileiro, foi presidente do Banco Central do Brasil, durante o governo Fernando Collor de Mello, e fazia parte da equipe econômica da ministra Zélia Cardoso de Mello, que implantou o Plano Collor. Comandou o BC de 15 de março de 1990 até 17 de maio de 1991.[5][6] Deixando o governo, passou a atuar como consultor de investimentos.

Referências

  1. 'É preciso dar um voto de confiança ao Banco Central'. O Estado de S. Paulo, 28 de outubro de 2012
  2. "IMF"ye gitmek utandırıcıdır ama şu anda durum farklı". Radikal, 2 de fevereiro de 2009 (em turco)
  3. Os jogadores Arquivado em 11 de agosto de 2015, no Wayback Machine.. Exame, 3 de agosto de 1997
  4. Especial - Um modelo alternativo de crescimento[ligação inativa]. Fundação Getúlio Vargas, 3 de setembro de 2004
  5. Galeria de ex-presidentes. Banco Central do Brasil.
  6. Ibrahim Eris (03/1990 - 05/1991) Arquivado em 3 de março de 2016, no Wayback Machine. Exame, 24 de novembro de 2010
Precedido por
Vadico Valdir Bucchi
Presidente do Banco Central do Brasil
1990 — 1991
Sucedido por
Francisco Roberto André Gros
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.