Igreja Matriz da Louriceira

igreja em Louriceira, Alcanena
Igreja de Nossa Senhora da Conceição

A Igreja Matriz da Louriceira ou Igreja de Nossa Senhora da Conceição, situa-se em Louriceira no município de Alcanena. Imóvel de grande interesse histórico e cultural, talvez com as suas origens em 1151, embora a actual construção, date do século XVI. Foi classificada como imóvel de interesse público em 1996 pelo Decreto-Lei número 2 de 6 de Março.[1]

É de invocação de N. Sra. Da Conceição, de tipo manuelino, alterado posteriormente, tem empena de bico ladeado por uma torre baixa de base quadrangular de feição quinhentista.

Interiormente o templo é revestido por azulejos azuis e brancos do séc. XVII, que anteriormente o deviam revestir totalmente. O baptistério e a capela-mor têm também decoração cerâmica, que cobre ainda os vãos da abóbada.

Nas paredes da igreja podem ver-se quadros de Nossa Senhora da Conceição, Adoração dos Magos, Nossa Senhora do Rosário, Fuga para o Egipto, Baptismo de Cristo, S. João Baptista, Nossa Senhora da Mãe e dos Homens e Santa Maria Madalena que se encontram embutidos no revestimento cerâmicos e têm molduras tipo “rendas”.

No pavimento da capela-mor há uma lápide sepulcral digna de referência com um leão no escudo e o epitáfio semi-apagado, em que diz serem jacentes Lopo Dias Fayn, fidalgo da casa d’El Rey falecido em 20 de Janeiro de 1560 e sua mulher.

Referências

  1. «Decreto _lei 2/96». Consultado em 8 de outubro de 2007. Arquivado do original em 4 de julho de 2007 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.