Abrir menu principal

Igreja do Carmo de Olinda

Igreja em Olinda
Igreja do Carmo de Olinda
Fachada da Igreja do Carmo de Olinda.
Geografia
País  Brasil
Região  Pernambuco
Local Olinda

A Igreja de Nossa Senhora do Carmo do Antigo Convento de Santo Antônio do Carmo de Olinda, popularmente conhecida como Igreja do Carmo de Olinda, é um templo católico da cidade de Olinda, em Pernambuco, no Brasil.[1] É o primeiro templo da Ordem dos Carmelitas nas Américas.[2]

HistóriaEditar

A Igreja de Nossa Senhora do Carmo do Antigo Convento de Santo Antônio do Carmo de Olinda teve sua construção iniciada por volta de 1580, quando a Ordem dos Carmelitas se instalou em Olinda, na ermida de Santo Antônio e São Gonçalo. Quando a cidade foi destruída pelos holandeses, no ano de 1631, a igreja e o convento sofreram sérios danos. A partir de 1654, com a expulsão dos invasores, os frades voltaram ao convento em ruínas e deram início à reconstrução. Em 1704, começaram as obras internas e foi erguido o cruzeiro em sua frente. A torre do lado sul foi concluída em 1726.[1]

O templo foi fechado em 1820 com a transferência do padre prior para o Recife, o que provocou o abandono do convento. Outro grande golpe veio em meados do século XIX quando as fachadas Leste e Norte do convento ruíram, abrindo espaço para a ação de vândalos e saqueadores. Foi em 1897 que o frei Mariano do Monte Carmelo Gordon fez obras de restauração na capela-mor e mandou camarim com suas arcadas, pilastras e abóbada e nos anos de 1966 e 1968, foram realizados restauros já pelo Iphan (na época, SPHAN), que devolveram à igreja seu traçado primitivo,[1] que segundo José Luiz Mota Menezes mostra a influência maneirista da escola de Vignola, mesclada a elementos barrocos.[3]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c «Igreja do Carmo de Olinda – PE abre as portas aos fiéis». IPHAN. Consultado em 12 de dezembro de 2015 
  2. «Após reforma, Igreja do Carmo, em Olinda, é devolvida aos carmelitas». G1. Consultado em 12 de dezembro de 2015 
  3. Menezes, José Luiz Mota. Igreja de Nossa Senhora do Carmo. Património de Influência Portuguesa, 15/01/2016