Abrir menu principal
Inácio de Albuquerque Maranhão
Nome completo Inácio Leopoldo de Albuquerque Maranhão
Nascimento
Capitania de Pernambuco
Reino de Portugal Brasil Colonial
Morte 6 de setembro de 1817
Recife, Capitania de Pernambuco
Flag of the United Kingdom of Portugal, Brazil, and Algarves.svg Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves
Ocupação Senhor de engenho

Inácio Leopoldo de Albuquerque Maranhão (Capitania de Pernambuco, ? — Recife, 6 de setembro de 1817) foi um senhor de engenho e revolucionário brasileiro.[1]

Foi um dos líderes e mártires da Revolução Pernambucana. Condenado à morte por crime de lesa-majestade, foi enforcado e esquartejado.[2]

BiografiaEditar

Inácio Leopoldo de Albuquerque Maranhão nasceu na então Capitania de Pernambuco, em área que corresponde ao atual estado da Paraíba. Abastado morador da vila de Pilar, era dono do Engenho Espírito Santo.[2]

Foi um dos líderes da Revolução Pernambucana em terras paraibanas. Condenado à morte por crime de lesa-majestade, subiu ao patíbulo no Recife em 6 de setembro de 1817. Enforcado, teve o seu corpo morto esquartejado: o tronco foi arrastado a cauda de cavalos pelas ruas recifenses até o cemitério; suas mãos foram expostas na vila de Pilar; e sua cabeça foi exposta na cidade da Parahyba.[2]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Documentos Históricos - Revolução de 1817» (PDF). Biblioteca Nacional. Consultado em 10 de julho de 2019 
  2. a b c «Gente opulenta e de boa linhagem: família, política e relações de poder na Paraíba». UFPE. Consultado em 12 de julho de 2019 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.