Inácio de Albuquerque Maranhão

Inácio Leopoldo de Albuquerque Maranhão (Capitania da Paraíba, ? — Recife, 6 de setembro de 1817) foi um senhor de engenho e revolucionário brasileiro.[1]

Inácio de Albuquerque Maranhão
Nome completo Inácio Leopoldo de Albuquerque Maranhão
Nascimento
Capitania da Paraíba
Reino de Portugal Brasil Colonial
Morte 6 de setembro de 1817
Recife, Capitania de Pernambuco
Flag of the United Kingdom of Portugal, Brazil, and Algarves.svg Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves
Ocupação Senhor de engenho

Foi um dos líderes e mártires da Revolução Pernambucana. Condenado à morte por crime de lesa-majestade, foi enforcado e esquartejado.[2]

BiografiaEditar

Inácio Leopoldo de Albuquerque Maranhão nasceu na então Capitania da Paraíba. Abastado morador da vila de Pilar, era dono do Engenho Espírito Santo.[2]

Foi um dos líderes da Revolução Pernambucana em terras paraibanas. Condenado à morte por crime de lesa-majestade, subiu ao patíbulo no Recife em 6 de setembro de 1817. Enforcado, teve o seu corpo morto esquartejado: o tronco foi arrastado a cauda de cavalos pelas ruas recifenses até o cemitério; suas mãos foram expostas na vila de Pilar; e sua cabeça foi exposta na cidade da Parahyba.[2]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Documentos Históricos - Revolução de 1817» (PDF). Biblioteca Nacional. Consultado em 10 de julho de 2019 
  2. a b c «Gente opulenta e de boa linhagem: família, política e relações de poder na Paraíba». UFPE. Consultado em 12 de julho de 2019 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.