Abrir menu principal

Insuficiência hepática aguda

Insuficiência hepática aguda
Insuficiência hepática aguda com necrose hepatocelular e hemorragia sinusoidal causada pelo vírus de Marburg
Especialidade gastroenterologia, hepatologia, medicina intensiva
Classificação e recursos externos
CID-10 K72
CID-9 570
eMedicine article/177354
MeSH D017114
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Insuficiência hepática aguda é o aparecimento súbito de complicações graves logo após os primeiros sinais de doença hepática (como icterícia), sendo um indicador de que o fígado apresenta lesões graves (perda de 80-90% da função nas células hepáticas). As complicações são encefalopatia hepática e diminuição da síntese proteica. A classificação de 1993 define como "hiperaguda" a insuficiência que ocorre no prazo de uma semana, "aguda" no prazo de 8-28 dias e "sub-aguda" no prazo de 4-12 semanas.[1] O ritmo de progressão da doença e a causa subjacente influenciam significativamente o prognóstico.[2]

Referências

  1. O'Grady JG, Schalm SW, Williams R (1993). «Acute liver failure: redefining the syndromes». Lancet. 342 (8866): 273–5. PMID 8101303. doi:10.1016/0140-6736(93)91818-7 
  2. O'Grady JG (2005). «Acute liver failure». Postgraduate Medical Journal. 81 (953): 148–54. PMC 1743234 . PMID 15749789. doi:10.1136/pgmj.2004.026005