Abrir menu principal

Isaac Contostefano (em grego: Ἰσαάκ Κοντοστέφανος) foi um almirante bizantino durante o reinado do imperador Aleixo I Comneno (r. 1081–1118), marcado por sua incompetência nas guerras contra os normandos.

Índice

VidaEditar

Contostefano aparece pela primeira vez em 1080, durante a campanha imperial contra o rebelde Nicéforo Melisseno. Durante esta expedição, caiu de seu cavalo e esteve próximo de ser capturado pelos aliados turcos de Melisseno, mas foi salvo por Jorge Paleólogo. Ele é mencionado novamente durante o Sínodo de Blaquerna de 1094, quando reteve a posição de protonobilíssimo.[1] Em 1105, Contostefano tornou-se um almirante sênior (duque) na marinha bizantina. Com a antecipada invasão normanda de Boemundo se aproximando, Contostefano foi nomeado mega-duque (comandante-em-chefe da frota imperial), sucedendo Landulfo, e enviado para Dirráquio para interceptá-lo.[2][3]

Por iniciativa própria, contudo, Contostefano resolveu atacar a cidade de Otranto, na Itália, que foi defendida por Ema de Altavila. Embora suas forças poderiam ter tomado a cidade, Isaac preferiu envolver-se em negociações com Ema, que ela retardou até os reforços normandos chegarem. Derrotado em batalha pelas tropas normandas recém-chegadas, Isaac e sua frota foram forçados a retirar-se para a costa albanesa.[4] Fazendo Aulo sua base, começou a patrulhar o estreito de Otranto. Com as notícias de que o exército de Boemundo preparava-se para cruzar o mar, contudo, boa parte do exército entrou em pânico e fugiu para Himara, enquanto Contostefano foi incapaz de reimpor a ordem.[5]

Após o desembarque bem sucedido de Boemundo, o imperador bizantino Aleixo I Comneno (r. 1081–1118) encarregou Contostefano com a missão de interceptar os comboios de suprimentos normandos, mas ele também falhou. Após receber cartas de Landulfo detalhando a incompetência de Isaac, Aleixo finalmente demitiu-o no verão de 1108 e substituiu-o por Mariano Maurocatacalo.[3][6]

FamíliaEditar

Isaac foi o progenitor do ramo mais importante da família Contostefano,[7] que ascendeu à proeminência no século XII em decorrência de seus casamentos com os Comnenos, Ducas, Ângelos, e outras famílias aristocráticas. Eles serviram principalmente como comandantes militares.[8]. Isaac teve vários filhos:[9]

Referências

  1. Skoulatos 1980, p. 131.
  2. Skoulatos 1980, p. 131, 171.
  3. a b Guilland 1967, p. 543.
  4. Skoulatos 1980, p. 131–132.
  5. Skoulatos 1980, p. 132.
  6. Skoulatos 1980, p. 132, 171.
  7. Varzos 1984, p. 295–299.
  8. Kazhdan 1991, p. 1148–49.
  9. a b c Varzos 1984, p. 295.
  10. Varzos 1984, p. 295, 380–388.
  11. Varzos 1984, p. 291–294, 295.

BibliografiaEditar

  • Skoulatos, Basile (1980). Les Personnages Byzantins de I'Alexiade: Analyse Prosopographique et Synthese. Louvain-la-Neuve: Nauwelaerts