Isaac Titsingh

Isaac Titsingh (Amesterdão, 10 de janeiro de 1745Paris, 2 de fevereiro de 1812) foi um cirurgião, comerciante e embaixador dos Países Baixos.[1]

Isaac Titsingh
Nascimento 10 de janeiro de 1745
Amesterdão
Morte 2 de fevereiro de 1812 (67 anos)
Paris
Sepultamento cemitério do Père-Lachaise
Cidadania Países Baixos
Alma mater
Ocupação diplomata, escritor, historiador, coin collecting, cirurgião
Prêmios

VidaEditar

Durante uma carreira longa na Ásia Oriental, Titsingh foi um oficial sênior da Companhia Holandesa das Índias Orientais (Vereenigde Oostindische Compagnie ou VOC). Entre 1779 e 1784, Titsingh representou a companhia em exclusivo contacto oficial com Tokugawa, no Japão. Titsingh viajou por duas vezes até Edo (antigo nome de Tóquio) para audiências com o Shogun.

Entre 1785 e 1792, Titsingh foi designado como director da Companhia em Chinsura, em Bengala.

Em 1795, como embaixador da República das Sete Províncias Unidas dos Países Baixos e da Companhia Holandesa das Índias Orientais, Titsingh viajou até Pequim. Teve diversas audiências com o Imperador Qianlong no palácio da Cidade Proibida (chinês: 紫禁城). Mais tarde, Qianlong convidou Titsingh até ao Palácio de Verão e Jardim Imperial de Pequim (chinês: 圓明園). Foi o primeiro embaixador europeu a ser convidado para ir a este palácio.

Titsingh foi sepultado no Cemitério do Père-Lachaise em Paris.

TrabalhosEditar

As experiências e a pesquisa de Titsingh no Japão foram o fundamento para o lançamento de livros publicados após sua morte, nomeadamente:

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

BibliografiaEditar