Abrir menu principal

Isabel de Württemberg

Arquiduquesa da Áustria
Isabel
Duquesa de Württemberg
Arquiduquesa da Áustria, Princesa da Hungria e Boêmia
Retrato por Johann Baptist von Lampi, 1785
Cônjuge Francisco da Áustria
Descendência Arquiduquesa Luísa Isabel da Áustria
Casa Württemberg (nascimento)
Habsburgo-Lorena(casamento)
Nome completo
Isabel Guilhermina Luísa
Nascimento 21 de abril de 1767
  Trzebiatów, Pomerânia
Morte 18 de fevereiro de 1790 (22 anos)
  Viena, Áustria
Enterro Cripta Imperial, Viena, Áustria
Pai Frederico II Eugênio, Duque de Württemberg
Mãe Sofia Doroteia de Brandemburgo-Schwedt
Religião Catolicismo
(anteriormente Luteranismo)

Isabel Guilhermina Luísa de Württemberg (em alemão: Elisabeth Wilhelmine Louise von Württemberg ; Trzebiatów, 21 de abril de 1767Viena, 18 de fevereiro de 1790) foi uma duquesa de Württemberg por nascimento e uma arquiduquesa da Áustria por casamento.

Índice

FamíliaEditar

Isabel era a oitava de doze filhos do duque Frederico II Eugénio, Duque de Württemberg e da marquesa Frederica de Brandemburgo-Schwedt. Entre os seus irmãos estavam o rei Frederico I de Württemberg e a duquesa Sofia Doroteia de Württemberg, esposa do czar Paulo I da Rússia. Os seus avós paternos eram o duque Carlos Alexandre de Württemberg e a princesa Maria Augusta de Thurn e Taxis. Os seus avós maternos eram o marquês Frederico Guilherme de Brandemburgo-Schwedt e a princesa Sofia Doroteia da Prússia.[1]

VidaEditar

 
Arquiduquesa Isabel em 1790, por Heinrich Friedrich Füger.

Aos quinze anos de idade, Isabel foi convocada pelo sacro-imperador José II a Viena para ser educada no Salesianerinnenkloster onde também se converteu ao catolicismo com o objectivo de no futuro se vir a casar com o sobrinho do imperador, o futuro imperador Francisco I da Áustria.

Os dois casaram-se no dia 6 de janeiro de 1788 em Viena. Isto foi, apesar de arranjado, um casamento extremamente feliz; no entanto, o imperador José nessa altura, estava mal de saúde. A jovem arquiduquesa era muito chegada ao imperador e animou os seus últimos anos de vida com o seu charme juvenil. Dois anos depois, em finais de 1789, Isabel engravidou de seu primeiro filho, mas o seu estado era muito delicado, algo que tinha em parte a ver com a sua preocupação pela saúde cada vez mais fraca de José. O imperador recebeu a extrema unção no dia 15 de fevereiro de 1790, um ato demasiado pesado para Isabel que desmaiou quando viu o imperador às portas da morte. Na noite de 18 de fevereiro, ela prematuramente deu à luz a arquiduquesa Luísa Isabel da Áustria, que viveu por apenas 16 meses. O parto durou mais de vinte e quatro horas, apesar de uma operação de emergência ter sido feita com a intenção de salvá-la. No entanto, foi necessário o uso de um fórceps, danificando seriamente o cérebro da bebê. Após o parto, Isabel teve uma hemorragia incontrolável que acabou com sua vida. Ela morreu dois dias antes da morte de José II, e está enterrada na Cripta Imperial de Viena.

DescendênciaEditar

De seu casamento com Francisco I tiveram uma filha:

  1. Luísa Isabel (18 de fevereiro de 1790 - 24 de junho de 1791), morreu na infância;

Títulos e estilosEditar

  • 21 de abril de 1767 – 6 de janeiro de 1788: Sua Alteza Duquesa Isabel de Württemberg
  • 6 de janeiro de 1788 – 18 de fevereiro de 1790: Sua Alteza Real Arquiduquesa Isabel da Áustria, Princesa Real da Boêmia e Hungria

Referências

  1. C. Arnold McNaughton, The Book of Kings: A Royal Genealogy, in 3 volumes (London, U.K.: Garnstone Press, 1973), volume 1, page 221

BibliografiaEditar

  • Brigitte Hamann: Die Habsburger, ein biographisches Lexikon. Verlag Carl Ueberreuter, Vienna, 1988
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Isabel de Württemberg